PUBLICIDADE
Topo

Cantora FKA Twigs processa Shia LaBeouf por agressão durante namoro

Shia LaBeouf é acusado por ex-namoradas de agressão - Albert L. Ortega / Getty Images
Shia LaBeouf é acusado por ex-namoradas de agressão Imagem: Albert L. Ortega / Getty Images

Do UOL, em São Paulo

11/12/2020 14h30

A cantora FKA Twigs entrou com um processo contra o ator Shia LaBeouf, mais conhecido pelo papel em "Transformers", alegando diversos incidentes abusivos durante o namoro dos dois, entre 2018 e 2019. A informação é do The New York Times.

O processo ainda inclui acusações similares levantadas por Karolyn Pho, stylist que também teve um relacionamento com o ator. LaBeouf está atualmente promovendo o filme "Pieces of a Woman", que chega na Netflix em janeiro.

19.jul.2014 - FKA Twigs se apresenta no Pitchfork Music Festival, no Union Park, em Chicago - Getty Images - Getty Images
19.jul.2014 - FKA Twigs se apresenta no Pitchfork Music Festival, no Union Park, em Chicago
Imagem: Getty Images

'Padrão de abusos'

Um dos incidentes recontados por FKA Twigs, cujo nome de batismo é Tahliah Debrett Barnett, teria acontecido no dia dos namorados de 2019. Segundo ela, os dois estavam dirigindo quando LaBeouf começou a acelerar o carro e fazer manobras arriscadas, insistindo que ela "professasse o seu amor" para que ele parasse.

Assustada, a cantora teria implorado para sair do carro. O ator parou o veículo e deixou que ela saísse, mas pouco depois abandonou o carro também e a agrediu, jogando-a contra a porta traseira e "gritando na sua cara" até que ela, vencida, voltasse a se sentar no banco do passageiro.

A história faz parte de um "padrão de abusos" durante todo o relacionamento, segundo FKA Twigs. Ela alega que já acordou no meio da noite com LaBeouf em cima dela, as mãos em sua garganta, ameaçando sufocá-la; que o ator frequentemente deixava hematomas em seu braço e pulso pela maneira como a segurava e puxava durante discussões; e que ele propositalmente a infectou com uma doença sexualmente transmissível.

30.09.2019 - Shia LaBeouf e FKA Twigs fotografados em Paris durante o namoro - Melodie Jeng/GC Images - Melodie Jeng/GC Images
30.09.2019 - Shia LaBeouf e FKA Twigs fotografados em Paris durante o namoro
Imagem: Melodie Jeng/GC Images

Segunda acusação

O processo, que corre na alta corte de Los Angeles (EUA), ainda inclui acusações de uma segunda ex-namorada de LaBeouf, a stylist Karolyn Pho. Em um incidente, segundo ela, o ator usou o seu peso para prendê-la embaixo de si na cama e a agrediu violentamente com a cabeça até ela começar a sangrar.

As duas acusadoras ainda alegaram que LaBeouf as proibia de falar com homens desconhecidos (mesmo garçons, por exemplo), exigindo que elas olhassem para o chão quando estavam na companhia deles; e que ele tinha regras estritas ditando quantas vezes elas deveriam beijá-lo ou tocá-lo durante o dia - se a "meta" não fosse alcançada, as mulheres viravam alvo de críticas e abuso verbal.

FKA Twigs e Pho explicaram por que não procuraram a polícia antes: por medo de não serem levadas a sério.

Eu pensava: ninguém vai acreditar em mim. Eu sou uma pessoa excêntrica, e sou uma mulher negra. O tempo todo em que eu estava com ele, tinha o meu próprio dinheiro. Nada me impedia de comprar uma passagem de avião para minha casa em outro país, longe dele. Mas ele me humilhou tanto que a ideia de deixá-lo e me reconstruir do zero se tornou impossível. O que eu passei com Shia foi a pior coisa que já vivi, e eu acho que as pessoas vão ficar surpresas em perceber que aconteceu comigo. Mas essa é a verdade: pode acontecer com qualquer um."
FKA Twigs sobre acusação de abuso contra Shia LaBeouf

Shia LaBeouf apresenta prêmio de melhor curta-metragem no Oscar 2020, com Zack Gottsagen - Kevin Winter/Getty Images - Kevin Winter/Getty Images
Shia LaBeouf apresenta prêmio de melhor curta-metragem no Oscar 2020, com Zack Gottsagen
Imagem: Kevin Winter/Getty Images

Defesa

O The New York Times ouviu também o ator, que admitiu ter praticado atos de agressão e abuso durante um período em que lutava contra o alcoolismo, embora tenha contestado a veracidade dos relatos específicos das acusadoras.

"Eu tenho sido uma pessoa abusiva comigo mesmo e com as pessoas ao meu redor por anos. Tenho um histórico de machucar aqueles que são mais próximos de mim. Sinto vergonha deste histórico, e peço desculpas àqueles que machuquei. Não posso dizer nada além disso", comentou.

LaBeouf disse que "algumas das alegações [no processo] não são verdadeiras", mas que está determinado a "dar às mulheres com quem se relacionou a oportunidade de apresentar suas versões dos fatos, e aceitar quaisquer consequências que advirem de seus atos".