PUBLICIDADE
Topo

Por que Juliette não deve questionar se Lucas quer ficar com homem e mulher

BBB 21: Juliette e Lucas Penteado conversam na cozinha; sister lembrou e questionou bissexualidade do ator - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Juliette e Lucas Penteado conversam na cozinha; sister lembrou e questionou bissexualidade do ator Imagem: Reprodução/Globoplay

Pedro Ezequiel

Do UOL, em São Paulo

18/03/2021 12h51Atualizada em 18/03/2021 14h15

A sister Juliette questionou a sexualidade de Lucas Penteado, já eliminado do "BBB 21", em conversa com Carla Diaz e Juliette no quarto colorido. Ao falar da ausência de homens para ela ficar, Juliette relembrou a passagem de Lucas, que quis ficar com Kerline e, em outra festa, beijou Gil.

"Ele não decidia se ele queria mulher ou homem. Por que ele não ficou com o Gil antes?", questionou, infundadamente. João, que é abertamente gay, defendeu Lucas e lembrou que ele se identificava como bi: ou seja, tinha interesse tanto em homens quanto mulheres.

Mas não precisa decidir. Ele é bi

A equipe de Juliette pediu desculpas a Lucas nas redes sociais após a declaração da participante. "Juliette não é 100% desconstruída e com certeza vai ter falas discutíveis dentro do BBB. A gente não vai passar a mão na cabeça dela sempre, e nos comprometemos a, de verdade, mostrar os pontos em que cabe a ela estudar, aprender e evoluir."

Bissexuais fazem parte da comunidade LGBTQIA+ e têm atração por homens e mulheres. A fala de Juliette reforça um estereótipo — uma imagem preconceituosa — de que bissexuais são confusos ou indecisos, já que ficam com ambos. Mas não são.

Lucas - Reprodução/ TV Globo - Reprodução/ TV Globo
BBB 21: Lucas Penteado sofreu ataques depois de beijar Gilberto e se assumir bissexual. O ator foi acusado por colegas de "querer aparecer" com isso.
Imagem: Reprodução/ TV Globo

Quando um homem bi, por exemplo, se envolve com outro homem, ele continua sendo bi, e não gay. E quando se envolve com uma mulher, ele não "volta a ser hétero": também continua bissexual.

A própria Kerline, com quem Lucas tentou um affair no início, era bissexual.

O perfil de Juliette pediu desculpas nas redes sociais, dizendo que a bissexualidade existe e deve ser respeitada.

Não respeitar a maneira como a pessoa se relaciona — no caso, como bi — é bifobia.

"A aceitação para o homem é bem mais difícil já que, na nossa sociedade, para 'ser homem' é preciso ser hétero. E aí, quando assumimos a bissexualidade, a maioria das pessoas entendem que somos gays e que tentamos esconder isso para sermos menos julgados" disse o youtuber Carlos Germano Gama Crispim para Universa em março.

A fala foi vivida por Lucas dentro do próprio reality. Depois do beijo de Gil, os brothers da casa afirmaram que era uma estratégia do jogo, já que ele não havia dito antes.

Lucas e Gil - Reprodução/Globoplay - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Lucas e Gil se beijam na festa
Imagem: Reprodução/Globoplay

Na ocasião, Lucas procurou Lumena para ouvir um conselho, já que ela é lésbica. Lucas estava preocupado com a reação das pessoas aqui fora.

A pressão em cima dele, principalmente os questionamentos da sua bissexualidade, fizeram o ator desistir do reality. Nem Pocah, que também é bi, o acolheu.

A ex-BBB 20 Marcela McGowan, também bi, demonstrou apoio ao Lucas e chamou a atenção para a causa.

Fiquei chateada porque é muito comum as pessoas bissexuais serem invalidadas. A ideia de que é possível usar a bissexualidade para obter vantagem é muito irreal. Há muito mais dificuldade do que gente aplaudindo

Como apontou o Splash, o motivo da saída de Lucas foi a bifobia — e é preciso chamar de "bifobia", porque são situações contra bissexuais.

Ele não é aceito pelas pessoas heterossexuais, como alguns gostam de argumentar para invalidar a luta — as atitudes de Rodolffo e Caio na noite de ontem mostram que é uma impossibilidade que qualquer identidade fora do heteronormativo seja plenamente aceita nesses ambientes; e tampouco é visto como parte legítima da comunidade LGBTQIA+, apesar do "B" estar logo ali na sigla

O documentário de TAB "Desejo e Liberdade" conversou com jovens bissexuais sobre os dilemas e frases que eles têm que escutar. Eles compartilham como a sexualidade não é feita apenas por "dois caminhos".

Lucas não tinha que escolher entre Kerline ou Gil. Ele pode ficar com quem quiser. O que não pode é questionar o que ele é, porque tem nome e existe: bissexualidade.