PUBLICIDADE
Topo

Geraldo Luís diz que ficou com pulmão 55% comprometido após covid-19

Geraldo Luís - Reprodução/Instagram
Geraldo Luís Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/03/2021 08h04

Geraldo Luís, apresentador do "Balanço Geral", revelou ter ficado com 55% do pulmão comprometido além de ter perdido 8 quilos após contrair a covid-19. Com mais de duas semanas internado no hospital, o apresentador da RecordTV falou sobre a doença em publicação realizada ontem nas redes sociais.

"Aqui o relógio do tempo muda... Não tem tempo, tem dia após dia. Perdi 8 quilos, pernas fracas. A fisioterapia vem sendo meu maior passo, afetado pulmão e pernas. Lutando em cada passo, saudade dos cheiros, da cama de casa dos cães e gatos. Vontade de vontades simples que voltarão, eu sei. Aprendendo a todo tempo", escreveu.

"Não vejo a hora de voltar banho sozinho, sem cadeira e ajuda. Sobrevivi enquanto muitos estão indo embora, a oração virou mais ainda lei interna em mim. No andar de cima muitos aqui lutam pra sair da entubação, a maioria jovens. Como falei desde primeiro dia... Só quem passa ou passará irar ver como esse vírus é traiçoeiro. Ele suga Tudo do corpo a antes bom. Foram 10 dias de UTI. Tive 55% do pulmão comprometido. A luta agora contra as sequelas que herdamos."

O apresentador ainda aproveitou para agradecer à equipe médica, que inclui a cardiologista Ludhmila Hajjar. A cardiologista recusou o convite para assumir o Ministério da Saúde nesta semana.

"Minhas médicas Dr. Ludhihmila Hajjar e Stephanie Rizk trabalham pra tirar o oxigênio e ver como irei reagir. Estou perto de cruzar o rio totalmente e voltar pra casa. Não é saudade só de casa...é gratidão e esperança. A cada um de vocês peço que Deus cuide de todos, se cuidem pelo amor e olha que me cuidava mas todos estamos vulneráveis hoje. Pelas orações por sua preocupação, só Jesus pode lhe devolver em dobro", conclui o apresentador.

Geraldo Luís foi internado no início do mês. O apresentador chegou a ser enviado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e após 11 dias de internação foi transferido para o quarto do hospital.