PUBLICIDADE
Topo

Luciana Gimenez obtém liminar contra senador Kajuru após ataques machistas

O senador Jorge Kajuru chamou Luciana Gimenez de "garota de programa" no mês passado - Divulgação
O senador Jorge Kajuru chamou Luciana Gimenez de 'garota de programa' no mês passado Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

05/04/2021 16h27

Luciana Gimenez conseguiu hoje uma vitória na Justiça de São Paulo contra o senador Jorge Kajuru (Cidadania - GO), que em março a chamou de "garota de programa" e "desqualificada, que virou o que virou por 30 segundos com o Mick Jagger".

De acordo com a decisão do juiz Valentino Aparecido de Andrade, à qual UOL teve acesso, o senador não poderá se manifestar sobre a vida pessoal ou profissional da apresentadora — e caso descumpra a medida, deverá pagar uma multa diária de R$ 20 mil.

O juiz afirma que as declarações de Kajuru, feitas em uma entrevista no YouTube, não podem ser consideradas apenas um exercício da liberdade de expressão:

Qualidades acentuadamente negativas à pessoa da autora foram nessa entrevista atribuídas, com a alusão a fatos que evidentemente tinham por objetivo de parte do réu o de violar, além de qualquer justa medida razoável, a privacidade, a honra e a imagem da autora, inclusive quanto se trata de menoscabar a sua inteligência.

Ele continua: "O escárnio do réu surge, em tese, explícito quando afirma não recear que a autora o processe novamente por tais ofensas, dado que já fora processado e condenado por fatos do mesmo jaez".

Após as ofensas, Luciana Gimenez se pronunciou através de uma coluna em Universa:" Da executiva à faxineira, da religiosa à garota de programa, todas merecemos respeito. Todas sem restrições. E se algum homem disser o contrário, vamos mostrar que isso não é aceitável".