PUBLICIDADE
Topo

Morre príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth, aos 99 anos

Do UOL, em São Paulo

09/04/2021 08h08Atualizada em 09/04/2021 13h00

Morreu hoje aos 99 anos o príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª por 73 anos. O anúncio foi feito através das redes sociais da família britânica.

"É com profunda tristeza que Sua Majestade, a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor", informou a conta da realeza.

O Palácio de Buckingham não informou a causa da morte e ainda não há informações sobre o funeral. Políticos lamentaram a perda da rainha e homenagearam o príncipe Philip.

Britânicos homenageiam príncipe Philip

Philip foi internado no hospital King Edward 7º no dia 16 de fevereiro, em Londres. Alguns dias depois, a coroa disse que ele estava tratando de uma infecção.

O Duque de Edimburgo — um dos títulos de Philip — chegou a fazer um procedimento no coração em outro hospital, o São Bartolomeu, no dia 5 de março. Um porta-voz da realeza informou que a cirurgia tinha sido bem-sucedida.

Ele recebeu alta no dia 16 de março, após cerca de um mês internado.

Não foi o procedimento de saúde feito pelo pai do príncipe Charles e avô de Harry e William: ele foi submetido a uma operação de emergência em 2011 para desobstruir uma de suas artérias.

Philip já tinha recebido a primeira dose da vacina contra a covid-19, assim como a mulher, a rainha Elizabeth 2ª.

A família retirou o site oficial do ar e colocou uma homenagem para o companheiro de Elizabeth 2ª, que completaria 100 anos em junho.

A família real junta-se a pessoas de todo o mundo no luto por sua perda

Philip - Reprodução/The British Monarchy - Reprodução/The British Monarchy
Homenagem da família real britânica para o príncipe Philip
Imagem: Reprodução/The British Monarchy

Líderes lamentam

Philip - HANNAH MCKAY - HANNAH MCKAY
Príncipe Philip deixa hospital King Edward VII em Londres
Imagem: HANNAH MCKAY

No mundo diplomático, atores políticos já lamentaram a morte do príncipe de origem grega.

O primeiro-ministro do reino Unido, Boris Johnson, destacou o trabalho de Philip para manter o funcionamento da família monárquica para que ela "permanecesse uma instituição indiscutivelmente vital para o equilíbrio e felicidade de nossa vida nacional", segundo o Sky News.

O príncipe Philip conquistou o afeto de gerações aqui no Reino Unido, em toda a Comunidade [como são chamadas as nações que fazem parte da coroa britânica] e em todo o mundo. Desse conflito [A Segunda Guerra Mundial] ele tirou uma ética de serviço que aplicou ao longo das mudanças sem precedentes da era pós-guerra

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, disse estar triste com a notícia.

"Envio minhas condolências pessoais e profundas — e as de scotgov [governo da Escócia] e do povo da Escócia - a Sua Majestade, a Rainha e sua família", escreveu ela no Twitter.

Na Austrália, ex-colônia britânica e parte da Commonwealth, o primeiro-ministro Scott Morrison emitiu um comunicado homenageando o marido da rainha.

"Os australianos enviam nosso amor e profundas condolências a Sua Majestade e a toda a família real", disse.

Philip e Elizabeth

Philip e Elizabeth - via REUTERS - via REUTERS
Rainha britânica Elizabeth e seu marido, príncipe Philip, em retrato oficial de comemoração do 73º aniversário de casamento
Imagem: via REUTERS

Nascido na ilha grega de Corfu, o Duque de Edimburgo se casou com a então princesa Elizabeth em 1947, mas já a conhecia desde 1939 — ele era aluno da Marinha britânica.

Na ocasião, ele tinha 18 anos e ela, 13. Philip teria que acompanhar a futura rainha e sua irmã Margaret durante uma visita a um centro de treinamento da Marinha.

Com o casamento, Philip obteve nacionalidade britânica e abdicou dos títulos gregos e dinarmaqueses. Em 1952, ele viu a mulher assumir o trono da realeza com a morte do sogro, o rei Jorge 6º.

Ele se afastou das atividades militares — que havia atuado ativamente na Segunda Guerra Mundial —, como retratado na série "The Crown", da Netflix.

Ao todo, Phillipe e Elizabeth foram casados por 73 anos. Juntos, tiveram quatro filhos: Charles, Anne, Andrew e Edward

Oficialmente, ele estava aposentado desde 2017 de suas atividades e funções reais, devido à sua idade.