PUBLICIDADE
Topo

Fátima Bernardes fala sobre câncer, razão da saida do JN e namoro com Túlio

Fátima Bernardes fala sobre câncer - Reprodução/Instagram
Fátima Bernardes fala sobre câncer Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/04/2021 12h03Atualizada em 17/04/2021 02h30

Fátima Bernardes abriu o coração ao conversar com Pedro Bial no "Conversa com Bial" (TV Globo) de hoje. No papo, a apresentadora falou sobre o câncer, o motivo que a fez migrar do jornalismo para o entretenimento e o relacionamento com o deputado Túlio Gadelha (PDT).

"Quando eu ouço 'câncer', essa palavra, parece que não foi comigo. Veio uma força, uma determinação de que as coisas iam dar certo. É assim que eu tenho visto. Elas deram certo", afirmou Fátima ao apresentador, contando que descobriu a doença ao fazer exames de rotina e que, a princípio, a alteração nos exames não a assustou. "Fiquei muito tranquila. Em nenhum momento, imaginei que era câncer. Achei que era alteração na combinação dos hormônios."

A apresentadora contou que tudo aconteceu muito rápido e que recebeu a notícia em uma quarta-feira, ao lado do namorado Túlio, e no domingo já estava operando. Fátima afirmou ter tido um processo de recuperação tranquilo e respondeu a Bial sobre sua volta rápido ao "Encontro" após a cirurgia.

"Por que que eu voltei tão rápido? Por que eu me exigi isso? Não tinha como saber o que era melhor. Fui muito pelo instinto. A gente sabe que as vezes a gente passa do limite", confessou.

Na conversa, ela ainda detalhou para o apresentador como se desliga da dor pessoal para apresentar o programa, em meio a tantas notícias ruins.

"Eu achava que eu não tinha um personagem. Como a gente veio do jornalismo... Eu não tenho personagem, sou eu. Mas fui colocada em várias situações nos últimos anos que, se fosse eu, não estava sorrindo", contou Fátima, revelando que criou para si uma "capa de proteção que não sabe de onde surgiu" e que, às vezes, se pegou chorando no camarim ou no caminho para o programa.

"Você acha que tá vivendo o pior que poderia e ai você é obrigada a falar de uma criança de 4 anos assassinada. É muito difícil não se envolver e ficar distante."

Saída do Jornal Nacional

Um dos assuntos abordados na entrevista foi o aniversário de 10 anos do "Encontro", que acontecerá em 2022, e a saída de Fátima Bernardes da apresentação do Jornal Nacional.

Questionada se o programa matinal é o que ela esperava hoje em dia, Fátima não titubeou. "Hoje, eu digo que a realidade é melhor que a expectativa. Alguns pilares estão lá. A historia de você ter pessoas anônimas e famosas discutindo os mesmos temas, por exemplo. Eu também sempre achei que era um programa meio radiofônico. E ter conseguido chegar a tantos programas e com a quantidade de assuntos me surpreende."

A respeito da saída de Fátima da apresentação do Jornal Nacional para o setor de entretenimento, a apresentadora se emocionou ao comentar como o processo de entender que era hora de "novos ares" começou.

"Eu sofro de uma coisa chamada ansiedade. Eu sou muito preocupada com acomodação. Eu pensei: estou numa posição muito desejada, a que mais sonhei. Será que daqui a 10 anos vou continuar com meu olho brilhando? Eu fiz de tudo que eu podia no JN. Será que eu vou fazer mais o quê? O que me tirou da bancada foi uma inquietação com o que viria daqui a alguns anos. Eu não queria não dar um sorriso verdadeiro", desabafou.

Fátima continuou no assunto, comentando um encerramento do JN onde ela não deu o habitual boa noite e o programa se encerrou com uma narração de Heraldo Pereira. "Eu comecei a criar uma crise de ansiedade. Nesse dia, tinha um horário eleitoral, um bloco a mais, eu falei que não ia dar conta. Eu comecei a passar mal. Eu arriei na bancada. Depois disso, tive outras vezes. Eu não dava mais o meu melhor. Era mais fácil dizer isso do que dizer que não queria mais fazer. Eu meio que desenvolvi essa crise, tratei como labirintite. O William identificou como crise de ansiedade dois anos depois".

A apresentadora revelou ainda como "descobriu" que queria apresentar o Jornal Nacional. "Virou um sonho a partir do momento em que vi a Lilian Witte Fibe sentar ali pela primeira vez. É engraçado como a representatividade é importante. Eu só via homens fazendo aquilo. No dia que vi a Lílian sentando, falei "então pode, né?", ai passou a ser um desejo."

Fim do casamento com Bonner e relacionamento com Túlio Gadelha

Fátima confessou ainda a Pedro Bial que, quando do fim de seu relacionamento de 26 anos com William Bonner, se preocupou com a reação das pessoas e com a ideia de que "não tinha dado certo."

"Como não deu certo? A gente viveu 26 anos. Deu muito certo. As pessoas mudam. A gente cria novas expectativas, prioridades. Nenhum casal é igual", disparou a apresentadora, falando em seguida sobre o relacionamento de 3 anos e 5 meses com o deputado federal Túlio Gadelha (PDT), revelando que a pandemia os aproximou muito.

"Eu acho que primeiro a gente viveu, os 2 primeiros anos e meio, numa ponte aérea entre 3 cidades, Rio, Brasília e Recife. Foi uma lua de mel de dois anos, com encontros de sexta a domingo. Veio a pandemia e os trabalhos online. O que permitiu que a gente tivesse uma convivência muito maior. E a gente se dá muito bem no dia a dia.", revelou, afirmando ainda que não queria esconder o que estava sentindo no começo do relacionamento, pois não via nada de errado.

Fátima ainda diz que adora usar as redes sociais e compartilhar os momentos de sua vida pessoal com seus seguidores. Para ela, a felicidade "contagia":

"Eu acho que a felicidade contagia, eu acredito nisso. Acredito que o que as pessoas geram de positivo vem para mim e o que elas geram de negativo eu não sei onde fica, mas para mim não vem".

Ao final da entrevista, Fátima comentou sobre os dados de seu filho, Vinicius, terem sido usados indevidamente para uma solicitação de auxílio emergencial, em 2020. "A gente fica arrasado. A gente quer que faça com a gente, mas não faça com o filho. Por que uma pessoa faz isso com um jovem que tá começando a vida? Procurei valorizar isso pra ele. Que a verdade ia aparecer e a gente sempre tem que tá disposto a enfrentar e correr atrás da verdade. Eu preferia que fosse comigo. É muito difícil desfazer uma fake news. É duro, é bem duro."

O "Conversa com Bial" vai ao ar de segunda a sexta-feira, logo após o Jornal da Globo.

Câncer

Em dezembro de 2020, Fátima Bernardes foi diagnosticada com um câncer de útero em estágio inicial. Em seu perfil no Instagram, a jornalista disse que ficaria afastada do programa "Encontro" por alguns dias para passar uma por cirurgia:

"Estou bem. Depois de uma série de exames de rotina, hoje recebi o diagnóstico de um câncer de útero em estágio inicial. Vou me afastar por uns dias do trabalho pra fazer a cirurgia. Como sempre usei minhas redes com total franqueza e verdade, preferi eu mesma passar essa informação para todos que me acompanham. Enquanto isso, aproveito o aconchego dos meus pais, filhos, do meu amor e dos amigos próximos. E já agradeço pelo carinho, pelas boas energias de todos aqui. Logo, logo estarei de volta para nossos encontros".