PUBLICIDADE
Topo

Ana Maria rebate críticas à Tata: 'Errado é negar a gravidade da doença'

Ana Maria Braga defende Tatá Werneck de críticas - Reprodução/Instagram e Marcelo Sá Barretto/AgNews
Ana Maria Braga defende Tatá Werneck de críticas Imagem: Reprodução/Instagram e Marcelo Sá Barretto/AgNews

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

07/05/2021 18h00

Ana Maria Braga se manifestou sobre as críticas de internautas à Tatá Werneck, que foi acusava de "exagero" ao ser fotografada usando duas máscaras, face shield (escudo de proteção para o rosto) e carregando álcool em gel na mão na cerimônia de cremação de Paulo Gustavo ontem. O ator faleceu na última terça-feira, devido a complicações da covid-19.

A apresentadora defendeu a humorista em uma publicação em seu Twitter:

Ela está certa! Errado é negar a gravidade dessa doença que já levou 400 mil vidas brasileiras. Ana Maria Braga

Ontem, Tatá rebateu as críticas ao repostar uma publicação de uma internauta, que comentava e defendia a carioca dos questionamentos sobre a necessidade de dupla proteção e acusavam a humorista de ser "exagerada":

As pessoas são bobas demais. Criticam quem não se protege. E na mesma medida quem se protege demais. Prefiro ser chamada de exagerada do que de irresponsável :) Tatá Werneck

Uma seguidora chegou a dizer que tinha "ranço" de Tatá Werneck pela atitude em postagem pública, e depois compartilhou a conversa entre elas em mensagens privadas. "Essa é a Tatá no velório/crematório do Paulo Gustavo. Me perdoem, mas tudo o que eu amava essa mulher, peguei ranço. Três máscaras? Me economize!", reclamou.

Tatá voltou a rebater as críticas e questionou a necessidade da postura que qualificou como "ódio gratuito". "Gente! Que é isso? Pra que esse nível de ataque a mim? Eu tenho pânico!", explicou a atriz, se referindo à síndrome do pânico.

Ela ainda afirmou que as medidas de proteção também visam preservar sua família da doença que acometeu Paulo Gustavo. "Eu moro com meus pais. Com minha filha. E tenho medo por mim. Tem ranço porque eu quero me proteger?".

Especialistas afirmam que a limpeza das mãos é muito importante contra o covid-19, mas que o uso de máscaras e o distanciamento social são o que realmente garantem a proteção.

Cremação de Paulo Gustavo