PUBLICIDADE
Topo

Atriz de 'Smallville' entrega áudio de líder de seita citando suas vítimas

Allison Mack chega para depor no caso da seita que explorava sexualmente as mulheres - REUTERS/Brendan McDermid
Allison Mack chega para depor no caso da seita que explorava sexualmente as mulheres Imagem: REUTERS/Brendan McDermid

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/06/2021 08h37

A atriz de "Smallville", Allison Mack, de 38 anos, entregou à Justiça dos Estados Unidos uma gravação com áudio de Keith Raniere, líder da seita de escravas sexuais NXIVM, em que ele fala sobre a marcação de suas vítimas com ferro quente.

Allison foi presa em 2018 e em 2019 após se declarar culpada por conspiração, extorsão e trabalho forçado. Atualmente, ela está em prisão domiciliar, aguardando seu próximo julgamento.

"Você acha que a pessoa sendo marcada deve estar completamente nua e presa a uma mesa, como uma espécie de sacrifício?", pergunta Keith na gravação.

"A pessoa deve pedir para ser marcada. Ela deve dizer, 'por favor, me marque, será uma honra', ou algo assim. 'Uma honra que quero ter pelo resto da vida', sei lá… Elas devem dizer isso antes, para que não pareça que foram forçadas", dizia outro trecho.

Mack era tida como o braço direito do criminoso na administração da NXIVM, e apesar de ter assumido a culpa, ela diz ser vítima também.

Sua pena inicial seria entre 14 e 17 anos, porém, com a entrega do áudio em questão, seus advogados acreditam que sua sentença possa diminuir. Keith Raniere cumpre uma pena de 120 anos em uma prisão federal dos EUA.

"Apesar da Mack não ter oferecido mais evidências substanciais, ela tomou a decisão de cooperar desde cedo, oferecendo informações significantes, detalhadas e esclarecedoras para o governo em suas investigações", afirmam os advogados da artista para a Variety.

Allison também teria entregue à Justiça provas de que Keith Raniere também fazia fotos nuas de suas escravas sexuais antes delas entrarem na seita e assim, chantageá-las. E-mails trocados entre Mack e Raniere também foram fornecidos pela celebridade à Justiça.