PUBLICIDADE
Topo

'Quando eu fui agredida, não tinha campanha', diz Luana Piovani

Luana Piovani celebrou os avanços no acolhimento às vítimas de violência doméstica - Reprodução/Instagram
Luana Piovani celebrou os avanços no acolhimento às vítimas de violência doméstica Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/07/2021 08h37

Em meio à repercussão do caso DJ Ivis, artista de forró que foi filmado dando socos e chutes em sua esposa, Pamella Holanda, Luana Piovani recordou a agressão que sofreu do então namorado, o ator Dado Dolabella, em 2008.

"Fico feliz em ver as mulheres se unindo e denunciando, pois quando eu fui agredida não tinha campanha e nem Insta. O agressor, 6 meses depois, ganhou um reality e as mulheres diziam 'vem bater em mim'", escreveu Luana. Dado foi o campeão da primeira temporada de "A Fazenda" (TV Record), em 2009.

"As mulheres já me envergonharam e pioraram a minha situação imensamente. Suspiro aliviada em ver que uma mudança está acontecendo", concluiu a atriz.

Story de Luana Piovani - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Story de Luana Piovani
Imagem: Reprodução/Instagram

Relembre

Luana Piovani e Dado Dolabella eram noivos quando a atriz o denunciou após levar um tapa dele. Ele também empurrou a camareira Ismê de Souza na Boate 00, no Rio de Janeiro.

Dado foi processado por Luana, mas ela perdeu a causa. Quatro anos depois, a modelo entrou novamente com um processo contra ele após o ator desrespeitar o limite de 250 metros de distância dela.

Entenda o caso de DJ Ivis

Pamella Gomes de Holanda, companheira de Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, compartilhou nas suas redes sociais uma série de vídeos que mostram o artista a atacando com tapas, socos e chutes. Também via Instagram, ele confessou as agressões, mas disse que é vítima de uma chantagem.

Os trechos divulgados por Pamella foram feitos, segundo ela, na residência do casal, em datas diferentes. O UOL assistiu aos vídeos, mas por conta do teor violento não iremos compartilhá-los. Em certo momento, Ivis agride a mulher com ela próxima ou até mesmo segurando a filha Mel, de nove meses.

1 - Reprodução / Instagram - Reprodução / Instagram
Vídeo mostra DJ Ivis agredindo mulher
Imagem: Reprodução / Instagram

No seu Instagram, DJ Ivis também compartilhou vídeos de Pamella tentando agredi-lo e um boletim de ocorrência feito em março. No depoimento à polícia, o produtor afirmou que discutiu com a mulher e que estava "constrangido" e "com medo do comportamento desequilibrado" da companheira.

No último dia 3 de julho, Pamella foi à polícia e fez um boletim de ocorrência por agressão contra Ivis. No dia seguinte, o MP (Ministério Público) solicitou uma medida protetiva para a mulher e a filha, o que foi concedido pelo TJ-CE (Tribunal de Justiça do Ceará).

A Polícia Civil do Ceará disse que investiga o caso, mas que só teve acesso aos vídeos ontem.

Quem é DJ Ivis?

Compositor, produtor e cantor, Ivis tem 29 anos é um dos principais nomes do forró brasileiro, tendo sucessos como "Volta Bebê, Volta Neném", "Esquema Preferido" e "Não Pode se Apaixonar". O produtor tem mais de 7 milhões de ouvintes mensais no Spotify.

Em caso de violência, denuncie

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — Central de Atendimento à Mulher — e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e através da página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.