PUBLICIDADE
Topo

Kris Wu, ídolo pop na China, é preso após acusações de estupro

Cantor a ator chinês Kris Wu é acusado de estupro - VCG/VCG via Getty Images
Cantor a ator chinês Kris Wu é acusado de estupro Imagem: VCG/VCG via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/07/2021 14h10

Kris Wu, ídolo chinês que ficou conhecido como integrante do grupo de K-Pop sino-sul-coreano EXO antes de seguir carreira solo, foi preso por suspeita de estupro.

De acordo com a Variety, a polícia do distrito de Chaoyang, em Pequim (China), confirmou a notícia na rede social Weibo.

Em resposta a relatos da internet que 'Wu Yifan repetidamente enganou mulheres jovens para fazer sexo' e outras questões relacionadas, após investigações policiais, Wu Yifan (homem, 30 anos, canadense) foi detido pela suspeita de crime de estupro, de acordo com a lei. diz a declaração

Ainda segundo o site norte-americano, em apenas 25 minutos, a postagem recebeu 3,33 milhões de curtidas.

A ação é um marco no tratamento dado pela China aos casos de agressão sexual na indústria do entretenimento. Escândalos envolvendo celebridades chinesas raramente são resolvidos rapidamente.

Relembre o caso

No início do mês, a estudante Du Meizhu, de 19 anos, afirmou ter sido alcoolizada e estuprada pelo cantor quando tinha 17 anos. Segundo ela, outras adolescentes teriam sido vítimas.

Já na última semana, um homem identificado apenas por seu sobrenome, Liu, confessou ter cometido fraude na acusação de estupro a Kris Wu.

De acordo com um comunicado da polícia de Pequim, Du e Kris Wu foram enganados e transferiram dinheiro para Liu, que estava se aproveitando do escândalo.

Polícia confirmou relação entre Wu e Du

De acordo com um comunicado da polícia de Pequim, o agente de Kris Wu pediu a Du Meizhu que fosse à casa do cantor de 30 anos em 5 de dezembro, com o pretexto de selecioná-la para aparecer em um videoclipe.

Mais de dez pessoas jogaram e beberam em sua casa naquele dia. O artista e a estudante fizeram sexo naquela noite, de acordo com o comunicado da polícia, e Kris Wu transferiu 32.000 yuans (25 mil reais) para Du para compras online em 8 de dezembro. Os dois continuaram a se comunicar no WeChat, plataforma de mensagens instantâneas da China, até abril.

A investigação policial contradiz diretamente a única declaração pública que Kris Wu divulgou sobre a alegação de estupro de Du em sua conta oficial no Weibo, o equivalente chinês do Twitter, em 19 de julho. No post, ele disse que só encontrou Du uma vez em dezembro passado.