PUBLICIDADE
Topo

Marina Ruy Barbosa rebate Samantha Schmütz: 'Cannes não deveria ser pauta'

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/07/2021 08h34Atualizada em 31/07/2021 16h47

Após ser alfinetada por Samantha Schmütz, Marina Ruy Barbosa resolveu se posicionar nas redes sobre o incêndio que atingiu a Cinemateca, em São Paulo. Acusada de se omitir perante o fato, ela não ficou nada contente.

"O incêndio à Cinemateca é uma agressão à cultura do nosso país. Estamos vendo nossa história ser queimada há tempos, nossa cultura sendo abandonada e isso é inquestionável. E é sobre isso que devemos falar, cobrar o governo para fazer alguma coisa, cobrança em relação a minha ida ao festival de Cannes não deveria ser pauta, nem motivo de preocupação", iniciou ela, possivelmente rebatendo Samantha.

"Eu tenho muito orgulho de ser atriz, de trabalhar com o que amo desde os nove anos de idade. O fato de ter ido ao festival contratada por uma marca não deveria causar tamanha indignação", continuou ela.

Em seguida, Marina cobrou respeito de seus colegas da classe artística e dos internautas. "Devemos respeitar todos os profissionais, todos os trabalhos, independente da nossa opinião. Não podemos nos achar no direito de desqualificar nossos colegas".

Por fim, Marina Ruy Barbosa falou sobre as pessoas se conscientizarem em relação à pressão que projetam sobre outras. Para isso, ela citou o caso de Simone Biles, atleta que desistiu dos Jogos Olímpicos por sentir-se pressionada demais para obter um bom desempenho na competição."Vamos começar a pensar no quanto estamos colaborando e sendo responsáveis por este tipo de pressão? Vamos olhar para como estamos utilizando de forma equivocada nossas cobranças?", encerrou a atriz.