PUBLICIDADE
Topo

Pamella Holanda sobre vida com DJ Ivis: 'Eu tinha tudo, mas não era feliz'

Pamella Holanda - Reprodução / Instagram
Pamella Holanda Imagem: Reprodução / Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/08/2021 08h18Atualizada em 03/08/2021 08h53

Pamella Holanda fez um desabafo a respeito de sua vida ao lado do ex-marido, DJ Ivis, e sobre a violência doméstica que sofreu enquanto estavam casados. O músico foi preso depois que vídeos das agressões viralizaram nas redes sociais. Em um deles, Ivis aparece agredindo a arquiteta e influencer na frente da mãe, da filha do casal e de um funcionário.

"Eu acredito que se eu puder inspirar com coragem, com vontade, a pensar 'eu não mereço viver isso apesar de eu ter algo'... Eu tinha tudo, mas não era feliz", relatou ela em uma publicação feita em seu Instagram.

Ela disse que quer usar a mídia para discutir sobre casos de violência doméstica: "Isso é tão banalizado, às vezes, visto até como normal, como natural. Você apanhar do seu parceiro, sofrer violência física, psicológica, patrimonial, sexual é uma coisa absurda, me enoja", destacou, afirmando que conversou com autoridades e tomou conhecimento dos casos de outras vítimas.

"Dentro das nossas casas, que é onde a gente deveria se sentir segura, acolhida e amada, é onde a gente não é. Era o meu caso", explicou Pamella, que celebrou o Agosto Lilás, campanha de conscientização para casos de violência doméstica. Ela ainda deixou um recado:

Não existe um perfil nem de quem é agredida, nem de quem é o agressor. Tenho certeza absoluta que as pessoas que não me conheciam antes de tudo isso acontecer, que estão me vendo agora, jamais imaginariam, olhando para mim agora, 'ah, ela sofre isso dentro de casa'. Jamais. Não está estampado na minha cara.

Entenda o caso

Pamella Gomes de Holanda, companheira de Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, compartilhou nas suas redes sociais uma série de vídeos que mostram o artista a atacando com tapas, socos e chutes. Também via Instagram, ele confessou as agressões, mas disse que é vítima de uma chantagem.

Os trechos divulgados por Pamella foram feitos, segundo ela, na residência do casal, em datas diferentes. O UOL assistiu aos vídeos, mas por conta do teor violento não iremos compartilhá-los. Em certo momento, Ivis agride a mulher com ela próxima ou até mesmo segurando a filha Mel, de nove meses.

1 - Reprodução / Instagram - Reprodução / Instagram
Vídeo mostra DJ Ivis agredindo mulher
Imagem: Reprodução / Instagram

No seu Instagram, DJ Ivis também compartilhou vídeos de Pamella tentando agredi-lo e um boletim de ocorrência feito em março. No depoimento à polícia, o produtor afirmou que discutiu com a mulher e que estava "constrangido" e "com medo do comportamento desequilibrado" da companheira.

No último dia 3 de julho, Pamella foi à polícia e fez um boletim de ocorrência por agressão contra Ivis. No dia seguinte, o MP (Ministério Público) solicitou uma medida protetiva para a mulher e a filha, o que foi concedido pelo TJ-CE (Tribunal de Justiça do Ceará).

A Polícia Civil do Ceará disse que investiga o caso, mas que só teve acesso aos vídeos ontem.

Como denunciar violência contra a mulher

Mulheres que passaram ou estejam passando por situação de violência, seja física, psicológica ou sexual, podem ligar para o número 180, a Central de Atendimento à Mulher. Funciona em todo o país e no exterior, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. O serviço recebe denúncias, dá orientação de especialistas e faz encaminhamento para serviços de proteção e auxílio psicológico. O contato também pode ser feito pelo Whatsapp no número (61) 99656-5008.

Também é possível realizar denúncias de violência contra a mulher pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil e na página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).