PUBLICIDADE
Topo

Não é um Porsche: carro da filha do Gugu custa R$ 420 mil e chama o 'Coisa'

Sofia Liberato possui um Dodge Charger, cujo preço chega até 80 mil dólares (R$ 420 mil) - Reprodução/Instagram
Sofia Liberato possui um Dodge Charger, cujo preço chega até 80 mil dólares (R$ 420 mil) Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/08/2021 17h40Atualizada em 26/08/2021 09h59

No início desta tarde, Marina e Sofia Liberato, filhas de Gugu, acusaram a tia Aparecida Liberato de mentiras e manipulações sobre o processo que envolve o reconhecimento da união estável entre o apresentador e a mãe, Rose Miriam.

No vídeo, divulgado pelo site Metrópoles, as irmãs apontam momentos em que a tia teria mentido e Sofia lamenta o fato de Aparecida não tê-la deixado comprar um Porsche.

Eu pedi para a minha tia a Porsche que eu sempre sonhei ter. Ela disse que falou com a promotora e ela disse que eu não poderia ter esse carro por ser de luxo para uma criança de 17 anos e também ser muito caro. Eu achei isso muito estranho, mas achei um carro mais barato. Acabei comprando um pela metade do preço. Realmente não fiquei feliz.

O carro de Sofia, comprado em maio deste ano, é um Dodge Charger, que tem preços estimados entre US$ 30 mil (cerca de R$ 160 mil) e US$ 80 mil, o que seria equivalente a cerca de R$ 420 mil.

Na época da aquisição, a estudante de 17 anos revelou que apelidou o veículo. "Apresento pra vocês o 'Coisa', meu novo carro. Só tenho a agradecer a Deus"', escreveu.

Briga pela herança

Gugu Liberato morreu aos 60 anos em novembro de 2019 após sofrer uma queda em sua casa nos Estados Unidos. Ele deixou 75% do se patrimônio, avaliado em R$ 1 bilhão, para os filhos e o restante para os sobrinhos.

Rose Miriam entrou na justiça, solicitando ter direito à herança de Gugu. Ela afirma que os dois possuíam uma união estável, enquanto a família do apresentador diz que Rose era apenas mãe de seus filhos.

No mês passado, as gêmeas Marina e Sofia foram emancipadas para apoiar a mãe no processo pela herança.

Elas questionam a administração dos bens de Gugu feita pela tia, Aparecida Liberato. Ao UOL, o advogado das duas afirma que Marina e Sofia protocolaram uma auditoria independente nas contas do inventário e querem prestar depoimento diretamente ao juiz, porque sempre foram a favor de um acordo e nunca estiveram contra a mãe.

João Augusto, de 19 anos, se manifestou em julho e disse que as irmãs estão sendo manipuladas pela mãe.

Fico triste e indignado em ver as mentiras e a nova manipulação que vêm sofrendo as minhas irmãs, duas adolescentes, que não percebem que as pessoas estão atendendo seus próprios interesses. Se tivessem mais idade e experiência perceberiam, sem dúvida. João Augusto Liberato