Topo

Coluna

Leo Dias


Radialista é afastado após homofobia contra jornalista que apresentou o JN

Matheus Ribeiro - Reprodução/Instagram
Matheus Ribeiro Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

18/11/2019 12h21

Foi anunciado na manhã desta segunda-feira (18) que o radialista goiano, Luiz Gama, da Rádio BandNews Goiânia, foi afastado da emissora após comentários que foram interpretados como de cunho racista e homofóbico. Ele postou no Twitter falando do jornalista Matheus Ribeiro, o primeiro assumidamente homossexual a apresentar o "Jornal Nacional", da Globo, no sábado (9).

"Puts! onde o Brasil vai parar? Queimar a rosca agora é moda. Um apresentador de telejornal de qualidade média virou a bola da vez no jornalismo nacional só porque revelou que sua rosquinha está à disposição. A qualidade profissional que se f...", escreveu Gama no Twitter.

A BandNews Goiânia emitiu o seguinte comunicado na manhã desta segunda-feira, 18, falando sobre o afastamento de Gama: "A diretoria da Rádio BandNews Goiânia afastou o narrador Luiz Gama, que fazia parte de seu quadro esportivo, após comentários que foram interpretados como de cunho racistas e homofóbicos. A decisão foi comunicada ao vivo pelo âncora Marcos Villas Boas, na manhã dessa segunda-feira. Ao defender os princípios de defesa contra ataques relacionado à cor da pele ou orientação sexual, Villas Boas disse que a emissora não manteria em seus quadros "quem não dança de acordo" com essas convicções."

Procurado pela Coluna do Leo Dias, o âncora da Band News Goiânia ,Marcos Villas Boas, ainda falou: "Luiz Gama trabalhava para um grupo terceirizado de cobertura esportiva chamada os Fera do Esporte. A Band News FM Goiânia, diante do posicionamento inadequado do profissional, solicitou ao parceiro esportivo que o substitua."

O advogado de Matheus Ribeiro, Carlos Márcio, também enviou uma nota para a Coluna: "Não iremos comentar a decisão interna da Rádio de afastar o Radialista Luiz Gama, mas repudiamos o teor ofensivo de seus comentários. A vida particular e opções do Jornalista Matheus Ribeiro dizem respeito, tão somente, a ele próprio. Não é admissível, sob qualquer circunstância e pretexto, agressões gratuitas e vis como as que foram praticadas pelo Radialista Luiz Gama. Não se trata apenas de homofobia, mas de desrespeito ao jornalista, ao ser humano, ao filho, ao neto, ao companheiro. Atos como esse só contribuem para a cultura de desrespeito e violência que permeia nossa sociedade. Lamentamos que em pleno 2019 ainda tenhamos que combater esse tipo de preconceito na imprensa brasileira."

Novo comentário homofóbico:

Além do comentário no Twitter, Luiz Gama fez também um comentário homofóbico no ar, durante transmissão na Rádio 820 AM, também do Grupo Bandeirantes: "O que tem de bicha e viado na TV de Goiânia. Tá um negócio de doido! [...] Você liga a TV e é biba para tudo quanto é lado. Está todo mundo liberando [?]"

Sobre o novo comentário, o advogado de Matheus Ribeiro disse à Coluna: "Já estamos preparando as medidas. Judiciais no âmbito cível e criminal".

Veja vídeo com comentários de Luiz Gama na Rádio 820 AM

Com colaboração de Lucas Pasin

Leo Dias