Topo

Coluna

Leo Dias


'O Gugu fez de tudo para que eu acontecesse', relembra Marcelo Augusto

Marcelo Augusto e Gugu Liberato - Reprodução/Instagram
Marcelo Augusto e Gugu Liberato Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

24/11/2019 13h58

Imagine você, ir despretensiosamente assistir a um programa de auditório e ver a sua vida mudar completamente. Pois bem, foi isso que aconteceu com Marcelo Augusto, quando ele, aos 17 anos, participou do programa "Viva Noite", comandado por Gugu Liberato. O apresentador se encantou com a voz e presença do jovem, que tinha entrado recentemente na faculdade de Análises de Sistemas, e nem sonhava que poucos anos depois seria o cantor responsável por emplacar o maior hit do ano, a música "Completamente Apaixonados", em 1994.

Ali, nos bastidores do programa, começava uma relação de 30 anos de amizade e trabalho, e, em conversa exclusiva com a Coluna do Leo Dias, Marcelo, atualmente aos 48 anos, relembra esta relação com Gugu Liberato - morto na última sexta-feira, 22, aos 60 anos, após sofrer um trágico acidente em sua casa, em Orlando, nos Estados Unidos.

"O Gugu foi um divisor de águas na minha vida. Tinha 17 anos, minha vida estava indo para o lado de um 'garoto normal'. Tinha acabado de passar no vestibular. Mas Deus usa anjos para mudar o nosso caminho, e o Gugu foi usado por Deus neste momento. Ele me transformou de um adolescente de vida normal para uma pessoa conhecida no Brasil inteiro", fala Marcelo.

Ele relembra como se fosse hoje, quando foi chamado para participar de um quadro do 'Viva Noite', e de lá já saiu com contrato assinado e com Gugu Liberato como seu empresário. O apresentador cuidou da carreira musical de Marcelo por dez anos, de 1989 a 1999, e depois indicou novos empresários, sempre como o grande 'padrinho' do artista.

"No Viva Noite eles escolhiam pessoas da plateia para participar de um quadro junto aos artistas, era como se um anônimo tivesse a oportunidade de ficar no palco e experimentar a fama. Naquela noite fui o escolhido. No intervalo fui para os camarins, fiquei naquele convívio, e já me falaram de um projeto que tinham para lançar um garoto, me dizendo que eu era exatamente o que eles queriam. Foi aí que tudo começou. Eu era menor de idade, minha mãe assinou o contrato. A partir daquele momento minha vida mudou completamente", diz Marcelo Augusto.

Depois de explodir na música, Marcelo foi para o mesmo lado de Gugu, na televisão, e se tornou apresentador. O 'padrinho famoso' também o apoiou nesta época: "A TV Gazeta me chamou para comandar o programa 'Ligação' e o Gugu foi meu diretor. Imagina você, estreando na televisão, com a oportunidade de ser dirigido por Gugu? Era como se o papa tivesse me dirigindo. Aprendi com o melhor tudo que eu sei de TV. E depois disso tive outras experiências como apresentador."

Ainda com dedo de Gugu, foi ele que apresentou Marcelo Augusto para Renato Aragão, fazendo com que o afilhado entrasse para a 'Turma do Didi' em 2003, onde ficou até 2010: "Ele fez essa ponte e me colocou num filme do Renato Aragão. Foi aí que começou essa parceria e que eu passei a trabalhar com o Renato. Olha, o Gugu fez de tudo para que eu acontecesse. Mesmo depois que deixou de ser meu empresário, ele sempre esteve acompanhando minha carreira. Quando eu estava na 'Turma do Didi' ele me ligava para comentar as cenas, para dizer no que eu poderia melhorar, para brincar com algo da história. Sempre atento ao meu trabalho."

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

E Gugu não esteve apenas ligado profissionalmente com Marcelo. Os dois viraram grandes amigos. "A importância do Gugu era tanta na minha família que para vocês terem ideia o meu sobrinho falou primeiro 'Gugu' do que papai, de tanto ouvir o nome do 'Tio Gugu'. Tivemos por alguns anos uma convivência quase que diária e isso foi muito importante e especial pra mim."

A última conversa de Marcelo e Gugu:

Para finalizar, Marcelo diz que não consegue falar de Gugu no passado, 'como se ele não tivesse mais entre nós', e diz que ainda está assimilando a morte do amigo e ex-empresário:

"A última vez que eu falei com o Gugu foi quando soltaram aquela 'morte fake' dele, no começo do mês. E eu me lembro bem que a última frase que disse a ele foi: 'Que bom que você está mais vivo do que nunca'. Agora, que ele realmente morreu, não quero me forçar a absorver isso rapidamente. Vou tentar que seja natural. Meu sentimento por esse cara, extremamente doce e generoso, é de eterna gratidão. Serei eternamente grato por Gugu Liberato."

*Com reportagem de Lucas Pasin

Leo Dias