PUBLICIDADE
Topo

Em crise, Record ES demite equipe e reduz salário de apresentadores

Amaro Neto, apresentador da Record Espirito Santo - Reprodução/Instagram
Amaro Neto, apresentador da Record Espirito Santo Imagem: Reprodução/Instagram
Blog do Leo Dias

Notícias exclusivas sobre o mundo das celebridades e os bastidores do show business no Brasil.

Colunista do UOL

02/04/2020 12h35

A baixa no faturamento das redes de televisão por conta da pandemia de coronavírus atingiu em cheio as emissoras fora do eixo Rio/São Paulo. Após ter perdido boa parte de seus anunciantes, a Record do Espírito Santo teve que tomar medidas drásticas.

A Coluna do Leo Dias apurou que mais de dez profissionais, entre jornalistas e equipe técnica, foram desligados da TV Vitória nas últimas 24 horas. Nem mesmo os apresentadores da emissora estão sendo poupados da contenção de custos.

Amaro Neto, que chega a ter pico de 30 pontos na hora do almoço, tem futuro incerto no comando do Balanço Geral local. Seus rendimentos mensais tiveram uma redução substancial, e, nos bastidores da emissora, comenta-se que ele deverá se demitir em breve para disputar a Prefeitura da Serra, no litoral do Estado, neste ano.

Nos próximos dias, outros apresentadores serão convocados pela direção da afiliada da Record para readequar seus ganhos com base no atual momento do mercado publicitário. Quem não aceitar, correrá o risco de ter o seu contrato sumariamente rescindido.

A Coluna do Leo Dias entrou em contato com Alexandre Carvalho, superintendente de Conteúdo da TV Vitória. Por telefone, ele se limitou a dizer que "Amaro Neto segue na emissora". Também procuramos Amaro, que disse não poder se manifestar sobre o assunto.

Por sinal, a afiliada da Record no Espírito Santo não é a primeira a tomar medidas de contingência para reduzir custos operacionais. Nas últimas semanas, cortes de programas e pessoal também já foram registrados no Rio Grande do Norte, Paraíba e Tocantins.

*Com colaboração de Gabriel de Oliveira