Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Abuso de edições derruba ibope do "Masterchef" em quase 60%

Mais um filhote do formato: "Masterchef: A Revanche" - Divulgação/Band
Mais um filhote do formato: "Masterchef: A Revanche" Imagem: Divulgação/Band
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

03/11/2019 06h12

Não foi por falta de aviso: a Band amarga na atual edição Revanche do "Masterchef" o pior ibope já registrado em qualquer ano ou formato, segundo dados obtidos pela coluna.

A média na Grande São Paulo está na casa dos 3 pontos de ibope.

Isso é quase 60% a menos que quatro anos atrás, quando o reality show culinário caiu no gosto popular e teve média de 7,2 pontos.

Cada ponto na Grande SP equivale a cerca de 73 mil residências. É o principal mercado publicitário do país.

O programa apresentado por Ana Paula Padrão, e com Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin no júri, vem perdendo público desde 2017.

No início deste ano, a Band fez uma aposta temerária ao transferir a atração das terças-feiras para os domingos. Perdeu um quarto do público.

Ainda assim resolveu colocar uma outra edição no ar neste semestre, "Masterchef: A Revanche". Trata-se do quarto 'filhote' do formato que já teve Júnior, Profissionais e tem o Pesadelo na Cozinha.

Aparentemente a Band está conseguindo cansar seu próprio público.

Veja o ibope em SP dos últimos Masterchef (adultos)

2014 - 4,5 pontos
2015 - 7,2 pontos
2016 - 6,0 pontos
2017 - 6,1 pontos
2018 - 4,8 pontos
2019 - 3,6 pontos
2019* - 3,0 pontos
*até o último episódio

Fonte: Dados consolidados de audiência, mensurados pela Kantar Ibope Media (obtidos pela coluna por outros meios que não a Kantar, proibida de ceder esses dados à imprensa)

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Ricardo Feltrin