PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Cheio de dúvidas sobre 2020, SBT espera volta de Silvio amanhã

 Silvio Santos literalmente vem aí - Reprodução/SBT
Silvio Santos literalmente vem aí Imagem: Reprodução/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

01/03/2020 00h18

Resumo da notícia

  • SBT tem diretores competentes, mas Silvio Santos é centralizador
  • Manhãs da emissora não dão dinheiro; tardes perdem para Record
  • Silvio, 89 anos, também prometeu desacelerar um pouco em 2020

O SBT está numa espécie de estado "suspenso". Os funcionários, artistas e a direção tocam suas vidas, mas cheios de dúvidas sobre o que vai acontecer com a grade de programação da emissora a partir de amanhã.

O SBT espera para amanhã —talvez terça— a volta de seu dono, apresentador, senhor, mandatário e responsável pela última palavra sobre tudo, Silvio Santos.

Silvio está fora do Brasil desde o final do ano passado, quando, como de hábito, voou para Orlando, na Flórida, atrás das merecidas (e sempre longas) férias anuais.

A coluna apurou que o estúdio 3 já está reservado para o "patrão" começar a gravar novos programas a partir desta semana.

O dono do SBT deve telefonar neste domingo e confirmar —ou não— se sua chegada será amanhã ou em qual dia.

Mas, o problema não é o "Programa Silvio Santos", e sim o restante da programação da casa.

Há várias possibilidades sendo ventiladas nos corredores, como esta coluna já publicou.

Uma delas é sobre mudanças na grade matinal. Enquanto volta a conversar com emissários da Disney, Silvio pensa num plano B mais rentável que exibir apenas desenhos nas manhãs.

Sim, desenhos têm um grande público garantido, mas não rendem absolutamente nada à emissora devido às restrições que a lei impõe sobre publicidade infantil (praticamente proibida).

A Disney seria uma boa e rentável solução, mas, se não acertar sua volta, uma possibilidade seria a migração de um "Fofocalizando" modificado para as manhãs (lembram da bendita revista eletrônica que nunca sai?; pois é).

Em seu lugar (lembrem que no SBT tudo é hipótese e mesmo quando se realiza pode sair do ano uma semana depois) poderia entrar um telejornal popular vespertino para bater de frente com o "Balanço Geral", da Record.

Na volta, Silvio ainda precisa decidir os rumos de três filhas na grade.

Patrícia e Rebeca estão bem —aliás muito bem— de audiência e esperam só o aval para saber se continuam nos mesmos dias e horários e se ganharão novas tarefas.

Já Silvia é a filha-problema que Silvio terá de solucionar na volta.

Silvia se afastou do "Bom Dia & Cia" desde a semana retrasada, quando se irritou ao vivo depois de faltar ao programa dias antes.

Seu "piti" no ar ganhou até uma paródia no "Fora de Hora", da Globo, na semana passada. E a coluna apurou que ela não gostou nem um pouco da brincadeira.

Por fim há ainda a maior dúvida de todas: aos 89 anos, Silvio pretende realmente desacelerar este ano e reduzir um pouco sua participação na grade da emissora para poder curtir mais a família e, em especial, os netinhos?

Tudo isso saberemos nos próximos capítulos. Quero dizer, dias.

Ricardo Feltrin no Twitter, e site Ooops

Ricardo Feltrin