PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Fábio Porchat não descarta possibilidade de continuar na Record em 2019

Fábio Porchat durante o seu programa na Record - Antonio Chahestian/Record TV
Fábio Porchat durante o seu programa na Record Imagem: Antonio Chahestian/Record TV

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

25/10/2018 18h29

Fábio Porchat não descarta a possibilidade de permanecer na Record no ano que vem, de acordo com declaração dada ao programa “Tricotando”, da RedeTV!, exibido nesta quinta-feira (25).

“Ainda estou com futuro indefinido, não faço a menor ideia do que será meu ano que vem. Vou voltar a conversar com eles [a Record] agora no final do ano, vamos ver como é que vai ser”, ponderou.

Questionado, o apresentador também negou que o motivo de uma eventual saída da emissora tenha a ver com não poder levar alguns convidados ao seu talk show.

“A minha questão com a Record é outra. A gente está se conversando e se falando, então são coisas entre mim e eles, a gente está falando super bem. Depois que eu falei isso a gente já conversou algumas vezes, o programa está funcionando, está dando certo, está dando ibope, está engraçado, divertido, isso que é ótimo”, disse ele.

No início de outubro, segundo o colunista do UOL Flávio Ricco, Porchat anunciou a pessoas próximas que deixaria a TV Record já no final do ano.  Embora seu contrato valha até 31 de dezembro de 2019, uma das cláusulas permite a qualquer das partes o direito de interrompê-lo ao final de cada temporada, desde que se manifeste até três meses antes do seu encerramento.

Este prazo terminou no último dia 30 de setembro, mas somente no dia seguinte, segundo Ricco, Porchat comunicou internamente que deixaria a emissora.

Mais liberdade e sem interferência externa

Ainda não é certo o motivo da decisão, mas o apresentador do "Programa do Porchat" lutava contra o fim de interferências externas ou de ser obrigado a receber artistas da casa ou de fora, como já aconteceu com Geisy Arruda, por exemplo. 

De acordo com fontes ligadas a ele, Porchat vinha cobrando maior liberdade à sua produção em convidar quem bem entendesse. 

Consultada pelo UOL, a TV Record se manifestou dizendo que "avisada da decisão de Porchat dentro do prazo previsto em contrato, a emissora tem decidido da parte dela que o programa seguirá normalmente até o fim do ano". Também considera a possibilidade de, até dezembro, tentar convencê-lo a ficar.

Anunciado a "peso de ouro"

Porchat assinou contrato com a Record em fevereiro de 2016 e estreou seis meses depois entrevistando Sasha Meneghel. Antes de fechar o talk show na Record, ele tentou --mas sem sucesso-- um programa nas noites de sábado do SBT, conforme antecipou esse mesmo espaço.

Segundo o colunista do UOL Ricardo Feltrin, desde que estreou na grade da Record, a atração de Porchat segue em terceiro lugar em audiência, atrás de Globo e SBT.

Ao longo dos dois anos, Porchat e a sua equipe conseguiram boas entrevistas que repercutiram na imprensa, como a primeira exclusiva com o jornalista William Waack, após a sua demissão da Globo, e o desabafo de Jô Soares, que saiu da emissora concorrente depois de quase duas décadas.

Ator, apresentador, comediante, roteirista e dublador, Fábio Porchat tem extensa carreira artística (e com relativo sucesso). Na internet, por exemplo, integra a equipe do grupo "Porta dos Fundos", com milhões de visualizações em seu canal no YouTube.

Na TV, a sua primeira experiência como apresentador foi em "Tudo pela Audiência", no Multishow, onde permanece até hoje.

Televisão