PUBLICIDADE
Topo

Dony De Nuccio pede demissão da Globo

Dony De Nuccio deixa a Globo - Reprodução/Globo
Dony De Nuccio deixa a Globo Imagem: Reprodução/Globo

Do UOL, em São Paulo

01/08/2019 13h55

O jornalista Dony de Nuccio pediu demissão da Globo hoje. A informação foi divulgada pelo site Notícias da TV, parceiro do UOL, e confirmada pela Globo, que divulgou um comunicado sobre o assunto. Desde 2017, Dony estava à frente do Jornal Hoje, dividindo a bancada com Sandra Anneberg.

A pedido de demissão aconteceu depois de o site reportar que o jornalista havia se envolvido com negociações com clientes de uma empresa de comunicação, que ele abriu em 2017. A empresa, chamado Prime Talk, faturou R$ 7 milhões em um mês, sem que a Globo soubesse, produzindo vídeos de treinamento para funcionários do banco Bradesco, alguns com a participação do próprio Dony, o que contraria o código de ética da emissora.

A emissora também divulgou uma troca de mensagens entre o apresentador e o diretor de jornalismo da Globo, Ali Kamel. Na mensagem enviada por De Nuccio para Kamel, o jornalista diz que não sabia que os serviços prestados pela sua empresa contrariavam as normas da Globo. "Reitero que minha função não era negociar valores com clientes, mas sim trabalhar na concepção dos projetos e em seu conteúdo", diz um trecho da mensagem.

"De fato, na esmagadora maioria das vezes, eu não tratava de valores com contratantes. Mas, em algumas circunstâncias pontuais, e das quais eu sinceramente não me recordava, há sim menção a cifras e projetos. Nos poucos casos em que isso aconteceu, a proposta geralmente não prosperou e a contratação não foi efetivada. De qualquer forma, fui traído pela memória. E me penitencio por isso", lamenta Dony.

O jornalista diz ainda ter sido vítimas de uma campanha para o "destruir e sangrar a qualquer custo" e que teve sigilos bancários e e-mails invadidos.

"Quanto mais perto estamos do topo da montanha, mais forte é o vento. E é esperado que seja assim. Mas essa contínua campanha para me destruir e sangrar a qualquer custo não pode prosperar. Não faz bem nem a mim, nem à minha família. Por esse motivo, embora com aperto no coração, solicito meu afastamento do telejornalismo", concluiu.

"Aceito o seu pedido de demissão com pesar mas, assim como você e pelas razões que você aponta, com a certeza de que é o melhor caminho a seguir. Entendo que é absolutamente sincero quando afirma que não agiu com dolo, e esta carta é uma prova eloquente disto", respondeu Ali Kamel em sua mensagem.

Hoje, após o ocorrido, Sandra Annenberg surgiu sozinha à frente da bancada do jornal. É a segunda vez em dois anos que o Jornal Hoje perde um âncora, depois de Evaristo Costa ter pedido demissão da emissora em 2017.

Dony De Nuccio, âncora do Jornal Hoje, apresentou jornal no Bradesco

Noticias da TV