PUBLICIDADE
Topo

Desejo de 'vingança', coração partido e medo: o domingo no BBB 20

BBB 20 - Gizelly conversa com Marcela na sala - Reprodução/Globoplay
BBB 20 - Gizelly conversa com Marcela na sala Imagem: Reprodução/Globoplay

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/04/2020 20h07

Depois que a festa karaokê movimentou a madrugada dos brothers no BBB 20 e Mari lembrou que não conseguiu segurar o xixi durante a balada, por conta da bebida, a expectativa pelo resultado do paredão, na noite de hoje, foi assunto na casa. Gizelly, que recebeu o castigo do monstro de Gabi, afirmou que torce para a cantora ficar, mas por um motivo específico, devolver o castigo: ""Gabi tem que ficar para ela ser monstro", torceu a advogada sobre a emparedada.

Ivy ficou em silêncio por um tempo, em seguida perguntou: "Amiga, mas para quem que ela iria dar o monstro?". "Você não entendeu que aconteceu a mesma coisa que aconteceu com você? Só não quero brigar", rebateu a capixaba. "Entendi", respondeu a mineira. "Eu já tinha sido monstro uma vez. Falei: 'Gente, já fui monstro'. Aí viraram e falaram: 'Não, quarto branco não é ser monstro'. Só que eu não quis brigar com ninguém. A Rafa virou e falou: 'Coloca eu'. Ela respondeu: 'Você não'. Não foi o mesmo critério que brigaram com o Daniel?", reclamou Gizelly.

A advogada também se queixou com Marcela e disse que estava "engasgada" com Gabi, Rafa e Manu: "Ainda estou engasgada, tem mais uns tópicos que quero passar". Marcela questionou a advogada sobre os tópicos e a sister listou: "Sexta-feira ficaram rindo até de madrugada e ninguém veio ficar com a gente. E ninguém ficou com a gente no sofá. O monstro tocou a noite inteira da sexta-feira e ninguém se levantou".

Coração partido

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Em conversa com Manu, Gabi revelou ter sofrido por dar o castigo do monstro para Gizelly e Marcela. "Eu fiquei com o coração partido de ter dado para ela. Mas eu pensei: 'Não vou tirar ninguém do VIP'. E as pessoas mais distantes...", analisou. "Sim. Você pensou certo. Dentro da sua linha de raciocínio, você pensou certo", concordou Manu.

"De prioridades, né? Eram as duas", comentou a mineira. "Eu ia pensar assim e falar: 'Quem quer passar por isso?'. Provavelmente, a Marcela e a Rafa iam falar: 'Eu'. Mas não foi o seu caso, você não perguntou isso. Você escolheu as duas pessoas que, dentre as que você podia escolher, que estavam na xepa, eram as mais distantes. Você fez certo. E outra. Você ainda ia colocar a Ivy, mas a Ivy estava no VIP", observou Manu.

Medo de julgamentos

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Na mesma conversa com Gabi, Manu, que participou do paredão histórico com mais de 1,5 bilhão de votos que eliminou Felipe Prior, analisou como foi estar prestes a sair da primeira vez e agora, comentando também o quanto acredita ter amadurecido nesses meses de confinamento.

"Sei que eu fiz o meu melhor. Só que o último paredão, como teve o conflito com o Prior, que já tinha conflito com a gente, acho que foi uma resposta do público. Existia um nervosismo maior, eu estava com mais medo. No último eu senti que talvez eu saísse, no primeiro eu estava mais tranquila"disse.

"O medo de julgamento sempre me puxou para trás, inclusive na carreira. Isso para mim foi forte, mas muito feliz de passar por isso. Tenho percebido crenças limitantes que eu não sabia que eram tão fortes. Como a insegurança, eu não sabia que tinha isso muito presente", desabafou Manu.

Especial BBB20