PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Constantino volta à Jovem Pan, mas ficará por apenas 5 dias

Rodrigo Constantino disse que retornará para a Jovem Pan na próxima semana - Reprodução/Instagram
Rodrigo Constantino disse que retornará para a Jovem Pan na próxima semana Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

05/01/2021 15h07Atualizada em 05/01/2021 15h47

O jornalista Rodrigo Constantino voltou para a rádio Jovem Pan e integrará novamente o quadro de comentaristas da emissora. Mas, segundo a própria rádio, será para cobrir férias do comentarista Augusto Nunes e de José Maria Trindade e como convidado, não como "recontratado".

De acordo com informações obtidas pelo UOL, a volta será no programa "Os Pingos nos I's" entre os dias 11 e 15 de janeiro e, a princípio, não há previsão de continuação de Rodrigo Constantino dentro da emissora após o período.

A "volta", como ele usou para se referir nas redes sociais, será apenas para o programa citado.

Rodrigo Constantino foi demitido da Jovem Pan em novembro após ele fazer comentários a respeito do caso de Mariana Ferrer.

A fala referida era uma feita durante uma transmissão ao vivo publicada no canal no YouTube de Constantino. Ele disse que não faria denúncia se a filha dele tivesse sofrido um estupro enquanto estivesse bêbada — o comentarista se referia a absolvição de André de Camargo Aranha, acusado de estuprar Mariana Ferrer em 2018 — como mostra o vídeo abaixo.

No dia 4 de novembro, a Jovem Pan emitiu uma nota afirmando que ele foi demitido do quadro de comentaristas da empresa e defendo que "a vítima [do caso] não deve ser responsabilizada pelos atos de seu agressor".

Diante do ocorrido nesta quarta-feira em uma live independente promovida fora de nossas plataformas por um de nossos comentaristas, o Grupo Jovem Pan esclarece que desaprova veementemente todo o conteúdo publicado nos canais pessoais e apresentado nessa live. Reafirmamos que as opiniões de nossos comentaristas são independentes e necessariamente não representam a opinião do Grupo Jovem Pan".

A nota ainda dizia que as opiniões dos comentaristas da emissora são independentes e que não representam o grupo.

"O caso de Mariana Ferrer, defendemos que a vítima não deve ser responsabilizada pelos atos de seu agressor, apesar do respeito que todos nós devemos ter às decisões judiciais. Em consequência do episódio, na tarde desta quarta-feira (4/11) Rodrigo Constantino foi desligado de nosso quadro de comentaristas", completou.

Rodrigo comentou, na época, disse que a emissora cedeu a uma pressão feita pelo público e que sua fala foi distorcida.

Outros desligamentos

Rodrigo foi demitido de outros veículos em razão da sua fala sobre o caso de Mariana Ferrer.

O Grupo Editorial Record rescindiu os contratos com ele em novembro, bem como a rádio Guaíba e o jornal Correio do Povo.

Já a Gazeta do povo decidiu mantê-lo, o que gerou indignação por parte da redação do veículo.

No final de novembro, ele foi anunciado como novo reforço para o programa de Luís Ernesto Lacombe na RedeTV!.