PUBLICIDADE
Topo

Atriz que contracena com Shia LaBeouf em filme da Netflix reage à polêmica

Vanessa Kirby e Shia LaBeouf em "Pieces Of A Woman" - IMDB
Vanessa Kirby e Shia LaBeouf em 'Pieces Of A Woman' Imagem: IMDB

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/01/2021 21h36

Após as acusações de violência doméstica contra Shia LaBeouf , a atriz Vanessa Kirby, que contracena com o ator em novo filme da Netflix, "Pieces Of a Woman", emitiu uma declaração em relação à polêmica.

Em nota ao The Times de Londres, Kirby afirmou que "está com todas as sobreviventes de abuso" e que respeita a "coragem de qualquer um que dia sua verdade". A atriz ainda afirmou que, "em relação às notícias recentes", não pode "comentar sobre um processo legal em andamento."

"Pieces Of a Woman", que estreia dia 7 no serviço de streaming, foi dirigido por Kornél Mundruczó e conta a história de um casal que perde seu filho recém-nascido durante um parto domiciliar. A perda leva os dois protagonistas a um turbilhão emocional que faz do personagem de LaBeouf um homem mais abusivo.

No final do ano passado, em resposta às acusações contra Shia LaBeouf, a Netflix removeu seu nome dos materiais de publicidade, conforme reportou o Indie Wire.

A polêmica começou no início de dezembro, após cantora FKA Twigs entrar com um processo contra o ator alegando diversos incidentes abusivos durante o namoro dos dois, entre 2018 e 2019.

Um dos incidentes recontados por FKA Twigs, cujo nome de batismo é Tahliah Debrett Barnett, teria acontecido no dia dos namorados de 2019. Segundo ela, os dois estavam dirigindo quando LaBeouf começou a acelerar o carro e fazer manobras arriscadas, insistindo que ela "professasse o seu amor" para que ele parasse.

Assustada, a cantora teria implorado para sair do carro. O ator parou o veículo e deixou que ela saísse, mas pouco depois abandonou o carro também e a agrediu, jogando-a contra a porta traseira e "gritando na sua cara" até que ela, vencida, voltasse a se sentar no banco do passageiro.

A cantora Sia se pronunciou sobre o caso e afirmou que também havia sido enganada por LaBeouf chamando-o de um "mentiroso patológico".