PUBLICIDADE
Topo

Humorista tirou excesso de pele após perder 60 kg: 'Tesão em mim mesmo'

Gustavo Mendes antes e depois da cirurgia bariátrica - Reprodução/Instagram
Gustavo Mendes antes e depois da cirurgia bariátrica Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/07/2021 09h10Atualizada em 27/07/2021 18h03

Gustavo Mendes, conhecido pela imitação da ex-presidente Dilma Rousseff, passou por uma abdominoplastia no começo do ano, para retirar o excesso de pele que ganhou na região da barriga devido à cirurgia bariátrica ao qual se submeteu há três anos. O humorista se disse bastante satisfeito com o resultado que alcançou.

"Estou muito bem. Ganhei uma cicatriz, mas não vou aparecer de biquíni por aí, então, está tudo certo. Fiquei bem feliz. É muito louco ver o meu corpo atual. Agora, virei um cara que malha em casa e pela primeira vez pude ver minha barriga com divisória. Estou com muito tesão em mim mesmo", contou em entrevista para Patrícia Kogut, do jornal "O Globo".

Eu fiquei muito magro, e meu arquétipo é pequeno. Estava com medo de envelhecer e ficar fraco, então, optei pela vida saudável na pandemia. Parei de beber, malho, cozinho, virei uma maricona, uma senhora saudável, dessas chatas que cuidam da horta e tudo mais.

Ele também falou sobre seu novo projeto, um talk-show próprio. "Estou montando um para a TV Diversa, que é um canal novo que replica o conteúdo da TV Cultura e está investindo em conteúdo original também. Vai ter o que eu chamo de um estilo bem mineiro. Estamos desenvolvendo e a previsão é começar a gravar em setembro. As coisas estão mais lentas do que o costume, mas acredito que estreie ainda este ano", celebrou o artista.

Gustavo garantiu que quer continuar gravando novos conteúdos para seu canal no YouTube, que foi atualizado com frequência durante a quarentena. Em vários vídeos, ele fez comentários sobre a situação política do país, o que gerou diversos ataques.

Eu gosto de falar dessas coisas, mas foi muito difícil no início do atual governo. Cheguei a fazer duas sessões de terapia por semana para lidar com isso. Agora, as coisas se acalmaram um pouco. Acho que o povo viu que eu tinha razão. Digo que eu já odiava o presidente antes de ser modinha. O bom do fanático, é que ele não é fiel, troca de ídolo o tempo todo.

Segundo ele, o seu namoro com Rami Sued e seu gosto pela culinária o ajudaram a atravessar os momentos difíceis do último ano: "Eu consegui engatar um namoro na pandemia. Vamos ver se perdura. Até o final dela serei obrigado a continuar, porque ninguém em sã consciência pode se separar na quarentena. É muita burrice", brincou.

"Trabalhar a ansiedade é o principal desafio para mim. Me concentrei na cozinha, estudei de verdade. Moro numa cidade de 12 mil habitantes. Aqui não tem as comidas que eu gosto. Então, a solução foi aprender a fazer tudo. Virei praticamente um chef. Aprender a fazer pão é o próximo passo. Em breve, não vou precisar de absolutamente ninguém para sobreviver", relatou.

Gustavo já está vacinado com a primeira dose contra a covid-19, mas continua seguindo todas as regras de distanciamento social para evitar se contaminar. "Nunca mais vou reclamar de uma escala de voo na minha vida. Ninguém imaginava essa loucura. Fiquei 15 dias afastados das redes sociais por questões particulares e, quando eu voltei, vi uma postagem de um amigo falando de algumas pessoas que tinham morrido de covid. Eu conhecia pelo menos seis delas. É assustador. Eu torço muito para que eu não pegue".