PUBLICIDADE
Topo

Tribunal emite mandado de prisão do noivo por uso do cartão de Gabby Petito

A influenciadora Gabby Petito e o noivo Brian Laundrie - Reprodução/Instagram
A influenciadora Gabby Petito e o noivo Brian Laundrie Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

23/09/2021 19h25Atualizada em 24/09/2021 08h36

A corte federal de Wyoming emitiu um mandado de prisão contra Brian Laundrie, noivo da influencer Gabby Petito. Na última terça-feira (21), a perícia confirmou que a jovem de 22 anos foi assassinada.

O jornal Daily Mail informou que, segundo os investigadores, Laundrie é procurado por "uso de dispositivo de acesso não autorizado". Ele teria utilizado um cartão de crédito de Gabby entre 30 de agosto e 1º de setembro, período em que ela já estava desaparecida.

A mensagem compartilhada pela página oficial do FBI em Denver, Colorado, garante que as investigações continuarão mesmo após a prisão do noivo. Os investigadores buscam descobrir as circunstâncias do assassinato da influencer.

Relembre o caso

A perícia identificou o corpo da jovem de 22 anos na Floresta Nacional de Bridger-Teton, em Wyoming, mas ainda não declarou um suspeito de ter cometido o crime.

Os restos humanos foram encontrados no domingo (19), e o médico legista concluiu a confirmação após a realização de testes de DNA.

Desaparecimento

A norte-americana desapareceu enquanto fazia uma viagem em sua van com o noivo, Brian Laundrie, por parques nacionais pelo país. Eles deixaram a Flórida em julho. O último contato de Gabby com a família foi em 25 de agosto, segundo a mãe dela, Nicole Schmidt. Essa é a mesma data da última postagem da influenciadora no Instagram.

A família de Gabby reportou o desaparecimento dela à polícia em 11 de setembro. O pai de Gabby Petito fez um apelo à população para fornecer qualquer informação que pudesse ser útil na investigação durante uma entrevista coletiva na quinta-feira (16).

O noivo de Gabby voltou para casa, na Flórida, em 1º de setembro. Procurado pela polícia e pela família de Gabby, ele se recusou a falar sobre o caso: não explicou por que ele voltou sozinho nem disse onde a noiva estaria.

A família disse a investigadores não ter visto Brian Laundrie desde a última terça-feira (14), quando ele disse ter "saído para uma caminhada" na reserva Carlton.