PUBLICIDADE
Topo

Gabby Petito morreu por estrangulamento, diz médico legista

Influenciadora Gabby Petito, encontrada morta nos EUA - Reprodução/Instagram
Influenciadora Gabby Petito, encontrada morta nos EUA Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

12/10/2021 15h47Atualizada em 12/10/2021 16h12

A influenciadora Gabby Petito, de 22 anos, cujo corpo foi encontrado em setembro, morreu estrangulada, segundo informou o médico legista do condado de Teton, Brent Blue. Em coletiva de imprensa realizada hoje, ele afirmou que a maneira da morte foi homicídio e que o crime teria ocorrido três a quatro semanas antes do corpo da jovem ser encontrado.

Ainda, segundo Blue, a situação do crime era a de que "nada era óbvio" e, portanto, a equipe trabalhou com diferentes hipóteses da causa da morte. Ele ainda afirmou que nenhuma outra informação sobre a autópsia deverá ser divulgada devido à legislação do estado Wyoming.

O corpo de Petito foi encontrado no dia 19 de setembro, na Floresta Nacional de Bridger-Teton, em Wyoming. Ela só foi identificada no dia 21, pelo FBI. A confirmação veio após a realização de testes de DNA.

Gabby Petito sumiu após iniciar uma viagem com o noivo, Brian Laundrie, que passava por parques nacionais. A travessia começou em junho, quando deixaram a Flórida. A influenciadora digital morou com o noivo por um ano antes de iniciarem o trajeto pelos EUA. Eles chegaram em Utah durante o mês de julho.

Duas semanas antes do desaparecimento de Petito, em 12 de agosto, a polícia da cidade de Moab, em Utah, foi chamada para um possível incidente de violência doméstica envolvendo ela e o noivo, Brian Laundrie. Imagens da câmera corporal de um agente foram divulgadas, mostrando Petito chorando e reclamando da saúde mental para os agentes. Segundo ela, o casal vinha discutindo com mais frequência.

Brian Laundrie, por sua vez, ainda não foi localizado. A corte federal de Wyoming emitiu um mandado de prisão contra ele no final de setembro.

O jornal Daily Mail informou que, segundo os investigadores, Laundrie é procurado por "uso de dispositivo de acesso não autorizado". Ele teria utilizado um cartão de crédito de Gabby entre 30 de agosto e 1º de setembro, período em que ela já estava desaparecida.