Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Globo e Record enfrentam as crises de suas novelas com... novas novelas

Mauricio Stycer

2019-05-20T19:05:01

19/05/2019 05h01

Juliana Paes em cena de A Dona do Pedaço, que estreia nesta segunda. Foto: Globo

A próxima semana será agitada em matéria de lançamentos. Na segunda-feira (20), a Globo estreia "A Dona do Pedaço", a nova novela do seu horário mais nobre, o das 21h. E um dia depois, na terça (21), a Record exibe o primeiro capítulo de "Topíssima", na faixa das 19h45.

Ambas as emissoras enfrentam problemas com a teledramaturgia. "O Sétimo Guardião", que terminou nesta sexta (17), sofreu com baixa audiência (média inferior a 30 pontos), pouca repercussão nas redes sociais e tumultos nos seus bastidores. A trama de Aguinaldo Silva, infelizmente, entra para uma lista de novelas com finais desastrosos.

A Globo recorreu ao seu mais bem-sucedido autor nesta década para consertar as coisas. E Walcyr Carrasco já chegou tranquilizando a emissora e o público: "Não vejo crise porque as médias das novelas como 'A Força do Querer' e ' O Outro Lado do Paraíso' foram boas. As pessoas criam teorias baseadas em um eventual não tão sucesso ou em só uma novela que não foi bem nos últimos tempos. Não me baseio por teorias e estou muito tranquilo com relação a minha novela."

Já a Record promove uma mudança de rumo em sua programação. Após apostar na exibição de duas novelas bíblicas seguidas (uma reprise e uma original), a emissora escalou "Topíssima", uma trama contemporânea sem conotação religiosa, para o lugar de "A Terra Prometida". Pode ser uma tentativa de tentar impulsionar "Jezabel", exibida no horário mais nobre, mas cuja audiência ainda não deslanchou.

Por coincidência, tanto "Topíssima" quanto "Jezabel" são escritas pela mesma autora. Cristianne Fridman se torna, assim, um caso talvez inédito de autor com duas novelas originais ao mesmo tempo no ar.

Para o fã de novelas, as duas estreias da semana são, em tese, ótima notícia. O que se espera é que ambas surpreendam e divirtam.

Stycer recomenda

. Doria formata TV Cultura 'pró-mercado' e prepara 'choque de gestão'

. Domingo Show insiste na exploração de doenças, o golpe mais baixo por Ibope

. Na era digital, 53% dos assinantes de TV paga ainda veem só canais abertos

. Tévez saiu do Corinthians há 13 anos, mas o Cabrito continua firme no SBT

Melhor da semana
"Vai provocar brigas": O fim de "Game of Thrones" nas palavras de seus atores

Pior da semana
Equipe da Globo foi contra, mas direção decidiu entregar troféu a Sidão

Este texto, originalmente, foi acessado por quem está inscrito na newsletter UOL Vê TV, que é enviada às quintas-feiras por e-mail. Para receber, gratuitamente, é só se cadastrar aqui.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.