PUBLICIDADE
Topo

Na disputa com Gizelly, produção do "BBB 20" está ganhando por 4 a 3; veja

Irritada com castigo do monstro, Gizelly reclama de tudo e de todos  - Reprodução/Globoplay
Irritada com castigo do monstro, Gizelly reclama de tudo e de todos Imagem: Reprodução/Globoplay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

05/04/2020 20h00

Nos últimos dez dias, Gizelly se tornou protagonista de uma história não exatamente inédita, mas pouco comum no "BBB": um conflito com a produção do programa. Esta narrativa que envolve a advogada é original pela insistência em seguir protestando, apesar dos sinais, enviados pela Globo, de que não é um bom negócio para ela.

Anotei sete episódios, até o momento, que mostram esta relação conturbada de Gizelly com o "BBB".

Gizelly 1 x 0: Em 26 de março, a família da advogada manda uma foto para a líder da semana com a mensagem disfarçada que ela está com 2 milhões de seguidores no Instagram. A produção possivelmente não reparou. Manu é que se dá conta da informação enviada à amiga. Gizelly fica muito feliz com a informação contrabandeada.

Globo 1 x 1: Alguns dias depois, em 1º de abril, na noite da festa dedicada ao líder da semana, Gizelly descobre que ela não mereceu esta homenagem. Foi a primeira semana em que isso ocorreu. A decisão do BBB estragou a noite da advogada. Ela chorou, reclamou, ficou macambuzia e não aproveitou nada a festa.

Gizelly 2 x 1: No dia seguinte, escalada para ler um texto com a explicação sobre a próxima prova do líder, a advogada demonstrou claramente má vontade e leu a mensagem do patrocinador de uma forma quase incompreensível.

Globo 2 x 2: À noite, em resposta, a edição do "BBB" exclui a leitura de Gizelly e exibe Manu e Rafa lendo o mesmo tempo que a líder não demonstrou boa vontade de ler.

Globo 3 x 2: Nesta mesma noite. Flayslane vira líder uma semana depois de Gizelly. Após anunciar o resultado, Tiago Leifert diz: "Parabéns, Flay, daqui a pouco eu te chamo no confessionário para combinar sobre sua festa". A advogada ficou chocada e começou a chorar. Ao vivo! Leifert, então, disse que contou uma mentira. "Não tem mais festa do líder." E, dirigindo-se apenas para o público, comentou: "Troladinha pequena porque eu não aguentei".

Globo 4 x 2: Irritada com o castigo do monstro, que ganhou na sexta (03), Gizelly é apresentada pela Globo no programa de sábado (04) como uma participante de mau humor, desagradável, irritante.

Globo 4 x 3: À noite, na festa, Gizelly volta a provocar a produção com críticas à qualidade dos números musicais exibidos. Gostou apenas do show do Barão Vermelho: "O melhor show, o resto do povo, tipo assim, frio igual pedra de gelo".

O jogo continua. A ver.

O lado B do BBB

Mauricio Stycer