PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Ambulantes vendem fotos de Gugu por 10 reais em fila de velório

Itens de homenagem a Gugu Liberato são vendidos por ambulantes na frente da Alesp - Nelson Antoine/UOL
Itens de homenagem a Gugu Liberato são vendidos por ambulantes na frente da Alesp Imagem: Nelson Antoine/UOL

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

28/11/2019 11h59

Pouco antes da abertura do velório de Gugu ao público, ao meio-dia de hoje, a fila de fãs dobrava o quarteirão da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), para sorte dos ambulantes que aproveitaram a comoção popular para vender fotos, faixas, flores e cartões.

"Olha a lembrança!" e "Esta é a última homenagem!" foram alguns dos gritos dos camelôs para convencer os fãs a comprar os itens disponíveis.

Fãs posam com fotos de Gugu, compradas de ambulantes na fila do velório da Alesp - Paulo Pacheco/UOL - Paulo Pacheco/UOL
Fãs posam com fotos de Gugu, compradas de ambulantes na fila do velório da Alesp
Imagem: Paulo Pacheco/UOL

"A foto pequena custa 5 reais e a grande vale 10. A faixinha para a cabeça também faço por 5", disse um vendedor, que não quis se identificar com medo do "rapa" dos fiscais.

"É para entrevista? Se for para entrevista não dou. O 'rapa' só não tomou minha mercadoria agora porque eu estava falando com uma repórter da Globo", contou o ambulante.

Os fãs, que desembolsavam nos anos 80 e 90 para comprar CDs e brinquedos de Gugu, aproveitaram a oportunidade para comprar uma imagem do apresentador em boa qualidade.

"Vou fazer um quadro", planeja a fã Hélia do Nascimento, que mora em Interlagos (zona sul da capital paulista) e chegou às 9h30 ao velório. Ao lado dela, outra admiradora de Gugu chorou com a foto que comprou de um camelô e um cartaz escrito manualmente e preso à bolsa com um clipe

"Fiz o cartaz correndo em casa porque sou enlouquecida por ele. Vou colocar a foto em um porta retrato no meu quarto. É como se fosse um irmão meu", disse a fã Elizabete Souza, moradora da Mooca (zona leste).

Famosos