PUBLICIDADE
Topo

Harry e Meghan não voltarão para família real e devolvem títulos

Príncipe Harry e Meghan Markle em Londres - Samir Hussein / WireImage
Príncipe Harry e Meghan Markle em Londres Imagem: Samir Hussein / WireImage

Do UOL, em São Paulo

19/02/2021 09h13Atualizada em 19/02/2021 18h33

O Palácio de Buckingham informou que o príncipe Harry e sua mulher, Meghan Markle, não retornarão como membros ativos da família real britânica.

Com a decisão, tomada após uma conversa de Harry com a avó, rainha Elizabeth, o casal terá que devolver alguns títulos honorários e responsabilidades com instituições da nobreza.

"Embora todos estejam tristes por sua decisão, o duque e a duquesa continuam sendo membros muito queridos da família", informa o comunicado oficial publicado hoje.

Meghan e Harry - Chris Jackson / Getty Images - Chris Jackson / Getty Images
Meghan e Harry chegando a evento em Londres
Imagem: Chris Jackson / Getty Images

Segundo a BBC, um porta-voz dos dois disse que eles "continuam comprometidos com seu dever e serviço ao Reino Unido e ao redor do mundo, e ofereceram seu apoio contínuo às organizações que representaram independentemente da função oficial".

"Todos nós podemos viver uma vida de serviço. O serviço é universal", informou.

Harry e Meghan, que anunciaram uma segunda gravidez, perdem assim os patronatos, além dos títulos militares que a família real detém, como a RAF Honington, da Royal Air Force — a Força Aérea do reino Unido —, a Royal Marines — os fuzileiros reais, que fazem parte da Marinha — e a força naval Royal Navy Small Naves and Diving.

As nomeações e patrocínios serão devolvidos para a rainha, que reorganizará e dividirá as responsabilidades sociais com outros membros ativos da família, como as iniciativas The Queen's Commonwealth Trust e o The Royal National Theatre.

A decisão foi tomada hoje após um período de revisão do afastamento que ambos anunciaram em 2020, alegando o desejo de ter uma maior independência.

O casal rompeu com a realeza britânica, quando deixaram seus cargos dentro da linhagem, que envolvia funções públicas. Eles também abriram mão dos privilégios que os envolviam como membros da família real.

Elizabeth e Meghan - Getty Images - Getty Images
Meghan com a rainha Elizabeth na sua primeira viagem oficial em 2018
Imagem: Getty Images

Naquele ano, eles passaram o Natal no Canadá. Atualmente eles moram na Califórnia, nos Estados Unidos, com o primeiro filho, Archie.

O afastamento deles já vinha sendo sinalizado desde 2018, com Harry e Meghan adotando uma postura bastante distinta de membros do alto escalão do clã Windsor, como a rainha, o príncipe Charles e os duques de Cambridge, Kate e William. As atitudes passavam desde quebras de protocolo até entrevistas polêmicas.

A rainha, na época, não aprovou a ideia, colocando panos quentes. "As discussões com o duque a duquesa de Sussex estão em estado inicial. São assuntos complicados que levarão tempo para serem resolvidos", disse o palácio.