PUBLICIDADE
Topo

Apresentadora agradece carinho e apoio após suposta agressão

Silvye Alves no "Cidade Alerta" de Goiás - Reprodução/Instagram
Silvye Alves no "Cidade Alerta" de Goiás Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/06/2021 12h33

A apresentadora do "Cidade Alerta" (Record TV) de Goiás, Silvye Alves, que foi supostamente agredida em sua casa pelo ex-namorado, o empresário Ricardo Hilgenstieler, agradeceu o apoio do público e mensagens de carinho que vêm recebendo após o episódio no último dia 21.

Em suas redes sociais, a comunicadora disse ter fé em Deus:

"Passo aqui para agradecer as mensagens, o carinho! Tenho muito orgulho de ser a mulher que sou, a mãe que sou... Deus está cuidando de tudo! Amar é verbo, não pronome possessivo. Descolonize seus afetos", disse ela.

A suposta agressão foi presenciada pelo filho da jornalista, de 11 anos e em seguida, o suspeito foi detido no aeroporto de Goiânia por agentes da Polícia Federal, que acionaram a Polícia Militar e o conduziram até a 1ª DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher).

Porém, Ricardo Hilgenstieler foi solto na tarde de ontem, após passar por audiência de custódia em Goiânia. Ele pagou 11 mil reais de fiança.

A decisão foi do juiz Vanderlei Caíres Pinheiro, do Juizado de Violência contra a Mulher, que estabeleceu o valor da fiança para que o suspeito ganhasse a liberdade. O caso segue em segredo de justiça por conta do filho da jornalista.

Segundo a advogada da jornalista, Darlene Liberato, o Ministério Público pediu a prisão preventiva de Ricardo, até pelo inquérito já ter sido encaminhado ao Judiciário. Darlene disse que Silvye está abalada com tudo o que ocorreu e que o sentimento é de impunidade.

O empresário não pode deixar o país, mas tem permissão para voltar ao seu estado, Santa Catarina. Ele não tem antecedentes criminais e deve responder por lesão corporal grave. Ricardo invadiu o apartamento de Silvye, na madrugada de ontem, e agrediu a jornalista com socos e chutes no rosto. Ela precisou passar por procedimento médico na boca devido os ferimentos.

O homem foi preso, na manhã de ontem, no aeroporto de Goiânia, quando tentava embarcar para Santa Catarina. Ele foi identificado por um policial federal, que acionou a Polícia Militar. Ricardo foi levado para a Delegacia de Atendimento à Mulher, onde ficou até o alvará de soltura.

O UOL tentou contato com a defesa de Ricardo Hilgenstieler, mas não houve retorno.

Em nota, a Record Goiás destacou ser inadmissível casos assim e que "infelizmente Silvye Alves, que tantas vezes noticiou casos de violência doméstica, foi vítima de agressão. "