PUBLICIDADE
Topo

DJ Ivis é preso no Ceará, investigado por agressão à mulher

Camila Mathias

Colaboração para o UOL, em Fortaleza

14/07/2021 17h34Atualizada em 14/07/2021 20h59

Foi preso hoje no Ceará o cantor Iverson de Souza Araújo, de 30 anos, conhecido como DJ Ivis, em um condomínio de luxo de Aquiraz. Ele é investigado por lesão corporal após agredir a mulher, Pamella Holanda.

A prisão na Delegacia Metropolitana da Polícia Civil de Eusébio é preventiva. O UOL confirmou a informação divulgada pelo governador Camilo Santana (PT) no Twitter.

"Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido", afirma o governador.

A captura ocorreu por força de um mandado de prisão preventiva apresentado pela Polícia Civil. Segundo o delegado titular, Tarcio Facó, a prisão foi decretada para garantir a ordem e a lei, já que o DJ Ivis tem "histórico agressivo".

O cantor é investigado por lesão corporal no âmbito da violência doméstica e familiar. Após ser detido, DJ Ivis foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) para realização de exame de corpo de delito.

Abaixado e usando um boné, DJ Ivis deixa delegacia para exame de corpo de delito no IML - Camila Mathias - Camila Mathias
Abaixado e usando um boné, DJ Ivis deixa delegacia para exame de corpo de delito no IML
Imagem: Camila Mathias

Na sequência, o artista vai para o departamento de capturas da Polícia Civil e passará por um centro de triagem antes da prisão. Por não ter curso superior, DJ Ivis pode ficar em uma cela comum durante o período de detenção.

Detalhes da ação policial serão divulgados amanhã, às 11h, em coletiva de imprensa, na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em Fortaleza. Também deverá ser confirmada a penitenciária em que DJ Ivis permanecerá preso.

Pamella Holanda denunciou a agressão no dia 3 de julho na delegacia da cidade de Eusébio, região metropolitana de Fortaleza, Ceará. No último domingo (11), ela compartilhou no Instagram os vídeos em que aparece sendo agredida com tapas, socos e chutes pelo marido.

Imagem do momento da prisão de DJ Ivis exibida no "Brasil Urgente" - Reprodução/Band - Reprodução/Band
Imagem do momento da prisão de DJ Ivis exibida no "Brasil Urgente"
Imagem: Reprodução/Band

Na segunda-feira (12), ela prestou depoimento à polícia, que também já ouviu o motorista do DJ Ivis e a empregada doméstica do artista.

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — a Central de Atendimento à Mulher, que funciona em todo o país e no exterior, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. O serviço recebe denúncias, dá orientação de especialistas e faz encaminhamento para serviços de proteção e auxílio psicológico. O contato também pode ser feito pelo WhatsApp no número (61) 99656-5008.

A denúncia também pode ser feita pelo Disque 100, que apura violações aos direitos humanos. Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e a página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.

Caso esteja se sentindo em risco, a vítima pode solicitar uma medida protetiva de urgência.