PUBLICIDADE
Topo

Walkyria Santos não conseguiu ir ao enterro do filho: 'Está péssima'

A cantora Walkyria Santos não conseguiu ir ao enterro do filho - Reprodução/Instagram
A cantora Walkyria Santos não conseguiu ir ao enterro do filho Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

04/08/2021 13h29Atualizada em 04/08/2021 17h01

Vittor Melo, noivo da cantora Walkyria Santos, contou que ela não conseguiu comparecer ao enterro do filho Lucas, que foi encontrado morto ontem aos 16 anos.

Em entrevista à Quem, Melo disse que a paraibana está "péssima" e os irmãos de Lucas (Bruno, de 20 anos, e Maria Flor, de 10) estão "muito abatidos".

Ela não conseguiu ir ao enterro. Está péssima.
Afirmou Vittor Melo.

A equipe da ex-vocalista da banda Magníficos também contou à Quem que ela está muito abatida. "Ela não teve forças para ir ao enterro. Os irmãos ainda estão digerindo tudo o que está acontecendo."

Lucas foi alvo de comentários homofóbicos após postar um vídeo no TikTok. Por conta disso, Walkyria já havia criticado os haters da internet e as pessoas que destilando ódio nas redes sociais.

Como vocês sabem, ele postou um vídeo pensando que as pessoas achariam engraçado. As pessoas destilaram ódio na internet, deixando comentários maldosos. Estou desolada, acabada, sem chão. É uma dor que só quem sentiu vai entender.
Walkyria Santos em vídeo publicado no Instagram.

O enterro de Lucas foi realizado hoje às 10h no Cemitério Vila Flor, na cidade de Macaíba (RN), na região metropolitana de Natal.

À Quem, a equipe da cantora informou que Lucas havia mostrado o vídeo para a ela, que afirmou ter dito que não havia "nada demais" na publicação.

Ele perguntou se ela via algo de mais e ela disse que não. Depois, a tia dele, por ver a situação que ele estava, pediu que apagasse o vídeo, pois eram muitos comentários que o estavam deixando triste. Acontece que tudo foi uma brincadeira. Ele tinha uma namorada, com um término recente.

A equipe de Walkyria revelou ainda que ela pretende se colocar como uma voz da conscientização contra o ódio na internet.

A Wal pretende usar a voz dela para conscientizar as pessoas, sim, em relação a esse cuidado que deve existir na internet sobre comentários ofensivos. Ela não quer deixar passar em branco.

Centro de Valorização da Vida

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda no CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade.

O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.