PUBLICIDADE
Topo

Harry usa título de Alteza na certidão de nascimento da filha, diz site

Príncipe Harry defendeu uma remodelagem do universo digital - Reprodução/Instagram
Príncipe Harry defendeu uma remodelagem do universo digital Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/06/2021 18h31Atualizada em 24/06/2021 18h31

Segundo o TMZ, o Príncipe Harry usou seus títulos reais na certidão de nascimento de sua filha com Meghan Markle, Lilibet Diana Mountbatten-Windsor. O documento obtido e divulgado pelo site lista o nome do pai como "O Duque de Sussex" e "Sua Alteza Real". Já a mãe, a atriz Meghan Markle, usou seu nome de batismo na certidão: Rachel Meghan Markle.

Após deixar a Família Real, Harry continua sendo príncipe e é o sexto na linha de sucessão ao trono britânico. Apesar de poderem manter os títulos, Harry e Meghan não podem usá-los.

Lilibet Diana Mountbatten-Windsor nasceu no dia 4 de junho, às 11h40, em Santa Barbara, na Califórnia. "Lili recebeu o nome de sua bisavó, Sua Majestade, a Rainha, cujo apelido da família é Lilibet. Seu nome do meio, Diana, foi escolhido em homenagem a sua querida avó, a princesa de Gales", diz o comunicado sobre o nascimento da bebê. Harry e Meghan também são pais de Archie, de dois anos.

Abalo na família real

Harry e Meghan contaram que teriam uma menina durante a polêmica entrevista com a apresentadora Oprah Winfrey, na CBS News. A entrevista abalou a família real britânica por revelações de racismo e temores, por parte do príncipe, de que Meghan sofresse o mesmo que sua mãe.

Em janeiro do ano passado, Harry e Meghan anunciaram a saída da realeza britânica. Os dois abriram mãos dos títulos reais e patronatos, se mudaram para os EUA e não precisam mais assumir compromissos da realeza e nem mesmo contar com o dinheiro público da monarquia.

Em entrevista ao "Late Late Show" com James Corden, Harry revelou ter tomado a atitude de abdicar da realeza após o tratamento cruel conferido pela imprensa à sua família.

"Todos nós sabemos como a imprensa britânica pode ser, e ela estava destruindo minha saúde mental, eu pensava 'isso é tóxico'. Então fiz o que qualquer marido e qualquer um faria, pensei 'preciso tirar minha família daqui'".

A entrevista estremeceu as relações entre o casal e os membros da família real, em especial com William e Charles, irmão e pai de Harry respectivamente. Os três se reencontraram em 17 de abril, durante o funeral do Príncipe Philip, onde eles se reuniram para conversar sobre a entrevista, segundo jornais britânicos.