PUBLICIDADE
Topo

Processo, provas e acusações: herança de R$ 1 bi 'divide' família de Gugu

Gugu ao lado de Rose Miriam e dos filhos João Augusto, Marina e Sofia - Reprodução/Instagram
Gugu ao lado de Rose Miriam e dos filhos João Augusto, Marina e Sofia Imagem: Reprodução/Instagram

Weslley Neto

Do UOL, em São Paulo

28/08/2021 04h00

O processo envolvendo o reconhecimento da união estável entre Gugu Liberato e Rose Miriam Di Matteo voltou a ser assunto após a repercussão do vídeo em que Marina e Sofia, filhas gêmeas do apresentador, defenderam a mãe e acusaram a tia Aparecida Liberato de manipulação.

A ação segue em segredo de Justiça. Em contato com o UOL, a defesa de Rose Miriam preferiu não comentar o processo em andamento. A equipe que defende Aparecida Liberato não retornou o contato feito pela reportagem até o momento.

Herança contestada

Gugu Liberato morreu aos 60 anos em novembro de 2019 após sofrer uma queda em sua casa nos Estados Unidos. Ele deixou 75% do se patrimônio, avaliado em R$ 1 bilhão, para os três filhos e os 25% restantes para os cinco sobrinhos.

Rose Miriam entrou com um processo buscando o reconhecimento da união estável. Com a ligação reconhecida pela Justiça, ela também teria direito a uma parte do valor descrito no testamento de Gugu.

O pedido foi questionado pelo advogado Dilermando Cigagna Júnior, responsável pelo espólio do apresentador. Maria do Céu, mãe de Gugu, chegou a declarar em entrevista ao "Fantástico" que os dois não tinham um relacionamento.

Em dezembro de 2019, Nelson Wilians, advogado de Rose Miriam Di Matteo, disse em entrevista à revista Veja que a médica não apareceu no testamento porque o casal "não estava bem" quando o documento foi redigido.

Desistência de Thiago Salvático

O chef de cozinha Thiago Salvático também entrou com uma ação buscando o reconhecimento de uma união estável com Gugu. Ele alegou ter mantido um relacionamento com o apresentador por oito anos.

Thiago desistiu da solicitação em junho de 2020 alegando "questões de foro íntimo". Nelson, advogado de defesa de Rose Miriam, comentou oficialmente sobre o tema na época.

Desde o início afirmei que o aparecimento repentino desse senhor só tinha a finalidade de tumultuar o processo principal, que é o reconhecimento de União Estável da viúva Rose Miriam com Gugu Liberato; além de provocar imenso desconforto a seus familiares e ir contra os desejos do próprio apresentador.
Nelson Willians, advogado de Rose Miriam

Uma nova prova

Em setembro de 2020, Rose Miriam apresentou um novo documento para comprovar a união estável com o apresentador. A novidade foi anunciada em entrevista ao "Fantástico", da TV Globo.

Em 2016, para que Rose e os filhos conseguissem o Green Card para morar nos Estados Unidos, Gugu escreveu um documento afirmando que ela era sua companheira (a palavra usada em inglês foi "partner").

"Esse é o Santo Graal das provas. Ele declara neste documento, sob pena de cometer perjúrio, de que ela era sua companheira de longos anos", disse Nelson Willians em entrevista ao "Fantástico".

O documento foi incorporado à ação judicial Segundo o programa da TV Globo, os advogados da família de Gugu discordaram e analisaram as alegações como "fanfarronices" que visam "induzir a erro a opinião pública que desconhece o processo".

Emancipação das gêmeas e desentendimentos na família

A divisão da herança de Gugu Liberato voltou a ser assunto em julho deste ano, quando as gêmeas Sofia e Marina Liberato, filhas do apresentador, foram emancipadas aos 17 anos e decidiram apoiar a mãe no processo de reconhecimento da união estável.

O filho mais velho do apresentador, João Augusto Liberato, declarou apoio a Aparecida Liberato no caso, questionando a atitude das irmãs e criticando a mãe, Rose Miriam.

Fico triste e indignado em ver as mentiras e a nova manipulação que vêm sofrendo as minhas irmãs, duas adolescentes, que não percebem que as pessoas estão atendendo seus próprios interesses. Se tivessem mais idade e experiência perceberiam, sem dúvida.
João Augusto Liberato

A questão virou tema nas redes sociais após o vazamento do vídeo em que Sofia e Marina acusam Aparecida Liberato de manipulação e mentiras. As duas declararam reconhecer a união estável entre Gugu e Rose Miriam.

Em parte do relato, Sofia desabafou sobre a forma como as duas eram tratadas pela tia. Ela lembrou que Aparecida negou a compra de um Porsche. "Era o que eu sempre sonhei", disse a filha do apresentador.

Eu pedi para a minha tia a Porsche que eu sempre sonhei ter. Ela disse que falou com a promotora e ela disse que eu não poderia ter esse carro por ser de luxo para uma criança de 17 anos e também ser muito caro. Eu achei isso muito estranho, mas achei um carro mais barato. Acabei comprando um pela metade do preço. Realmente não fiquei feliz.
Sofia Liberato

Após o desentendimento público e o vazamento das declarações das gêmeas, Marina e João Augusto deixaram de seguir um ao outro no Instagram. Sofia continua acompanhando os irmãos na rede social.

Em contato com o UOL, a defesa de Marina e Sofia optou por não comentar sobre um possível rompimento familiar causado pelas divergências sobre o processo.

Declarações vazadas

Marina e Sofia explicaram em vídeos que a compra do carro, citada na gravação anterior, traz um "assunto mais sério" por trás. Elas alegaram que o conteúdo publicado sem autorização mostra falas "fora de um contexto".

Nelson Willians, que também é advogado das gêmeas, informou ao UOL que entrou com uma petição pedindo que a Justiça "tome providências a evitar que tais situações se repitam e que seja realizada a devida apuração para se averiguar o responsável pelo vazamento".