Topo

Coluna

Flávio Ricco

TV paga é franca favorita sobre a aberta na transmissão da Olimpíada

Eric Gaillard/REUTERS
Os Jogos Olímpicos de 2016 acontecem de 5 a 21 de agosto Imagem: Eric Gaillard/REUTERS
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

08/01/2016 07h00

A continuar da forma como as coisas estão se encaminhando, a cobertura da Olimpíada aqui no Brasil promete um vareio dos canais fechados contra a TV aberta. É impossível imaginar um panorama diferente.

Em se tratando de Jogos Olímpicos, não contando a Globo, que há algum tempo vem cuidando do assunto, Bandeirantes e Record não prepararam nada de mais interessante, pelo menos até agora, que possa atrair a atenção do telespectador.

Estão dando toda a pinta que só irão transmitir para cumprir tabela, sem qualquer atrativo ou componente que possa promover uma diferença.

O panorama é completamente outro nas emissoras fechadas, entenda-se SporTV, ESPN e Fox.

Além de trabalharem com vários canais, todas elas já estão com os Jogos Olímpicos na cabeça e em suas programações, preparando o espírito do telespectador para esta cobertura. Sem se tocar, ele está sendo levado por elas.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!