Coluna

Flávio Ricco

Band quer fazer da Eurocopa o seu evento do ano

Paulo Duarte/AP
Seleção de Portugal comemora classificação para a Eurocopa de 2016 Imagem: Paulo Duarte/AP
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

29/02/2016 07h01

Se existe um evento que a direção da Bandeirantes, com a maior das razões, está apostando muito forte para este ano, ele atende por Eurocopa. Entre outras razões, porque no campo do futebol, sem qualquer exagero, é anunciada como uma Copa do Mundo sem Brasil e Argentina.

Muito mais que a própria Olimpíada, a quem será destinada uma cobertura bem razoável, ocupando espaços importantes da programação, o campeonato de seleções da Europa está sendo visto pela direção da Band como a cereja do bolo deste 2016.

Todo um planejamento já existe para a sua transmissão, que irá movimentar seus principais narradores e comentaristas, além de se servir de Milton Neves e Renata Fan para os trabalhos de retaguarda.

Matérias de aquecimento estão sendo feitas pelo correspondente esportivo na Europa, Felipe Kieling, e durante a sua realização a equipe também contará com o reforço da jornalista Sônia Blota, que tem a sua base de operações na França, sede do acontecimento.

O projeto elaborado prevê a transmissão das 51 partidas.

Fazer bem feito

Já que existe este propósito de transformar a Euro no grande evento do ano, a Band precisa fazer um trabalho como se deve. Não regular o essencial.

Por exemplo, reduzir o tubo ao mínimo necessário. A transmissão tem um ganho com equipe no estádio.

Pendência

O que se espera, ainda do esporte da Band, é que os recentes eventos de tênis realizados no Brasil tinham servido de preparação para Roland Garros, que ela possui exclusividade.

Ao contrário das temporadas passadas, pouco se tem falado dele, inclusive sobre providências que são indispensáveis para a sua boa transmissão.

Fora da agenda

Com toda certeza, na coletiva de imprensa marcada para a manhã desta segunda-feira na Record, "Morri para Viver" não deve entrar na “ordem dos trabalhos”.

Este, se alguém não sabe ou lembra, é o título da biografia da Andressa Urach.

Vai daí que...

"Morri para Viver" já foi devidamente registrado nos órgãos componentes e só não existem informações ainda do que pretendem fazer com ele.
Talvez uma minissérie ou um filme.

Corte e Costura

Divulgação
Lola Melnick vai fazer uma confidente de Clodovil no teatro Imagem: Divulgação


A vida do Clodovil, falecido em 2009, vai virar peça de teatro, com estreia em junho, no Teatro Ruth Escobar, texto e direção do jornalista James Akel.

Lola Melnick vai fazer uma confidente do costureiro, que será vivido por uma mulher, a atriz Lorena Mitre.

Está feia a coisa

Funcionários da Record se queixam da falta de segurança no quarteirão da rua da Várzea, em São Paulo, onde fica a sede da emissora.

Muitos já foram vítimas de assalto, inclusive durante o dia.

Não tem jeito

Este é um problema que, em São Paulo, parece completamente fora do domínio das autoridades. A bandidagem tomou conta.
A falta de segurança, fora das instalações da Record e de qualquer empresa, é competência dos órgãos públicos. Na Bandeirantes, instalada no Morumbi, é a mesma coisa. Ou até pior.

Adios

Pablo Mazover, diretor, peça importante do esquema do Diego Guebel no Artístico e Programação da Band, está se despedindo do Brasil depois de quase cinco anos trabalhando por aqui.

Sai por questões particulares. Vai cuidar dos negócios da família na Argentina.

É justo isso?

Reprodução/TV Globo
Dona Geralda no "BBB16" Imagem: Reprodução/TV Globo

Entrar em debate sobre o "BBB" é meio que discutir sexo dos anjos. Nunca se chega à conclusão nenhuma. Além de não levar a lugar nenhum, ainda se arruma confusão.
Em todo caso, como aceitar provas de resistência física no programa, inclusive as forçadas pelas contingências, quando uma das participantes tem quase o triplo da idade dos outros?

Me explica essa?

Todo mundo tem as suas coisinhas, por isso não é bom brincar muito com isso, mas chama um pouco mais de atenção o fato do André Galvão, bom moço, repórter da Band e apresentador da Transamérica FM, só trabalhar esfregando uma escova de dentes com os dedos. Ninguém sabe se é caso de uma coceira crônica ou superstição mesmo. Quando acaba uma, ele compra outra.

Não é esquisito?

Bate – Rebate

• Felippe Facincani foi para o lugar do Leandro Quesada na Bandeirantes...
• ... Quesada que a partir de hoje passa a ser funcionário da Fox...
• ... E vai trabalhar no Rio de Janeiro.
• Fábio Assunção agora vai até o fim de "Totalmente Demais" com gesso no braço...
• ... Depois de vários problemas, foi necessário operar.
• Antônio Calloni, atualmente em férias e em viagem fora do Brasil, está no elenco de "Justiça", próximo trabalho da autora Manuela Dias na Globo.
• Bandeirantes continua com alguns valores do suspenso "CQC" sem aproveitá-los...
• ... Dan Stulbach e Maurício Meirelles, entre outros...
• ... Mas não há uma decisão sobre o retorno do programa.
• ... Os direitos para a sua produção terminam no ano que vem.
• Além de Ruy Brissac, escolhido para ser o Dinho, Yudi Tamashiro também vai integrar o elenco da minissérie "Mamonas Assassinas", na Record.

C´est fini

Devido ao grande número de interessados, Aguinaldo Silva decidiu abrir mais duas turmas de adultos no seu curso de atuação que vai ocorrer no Theatro Net, no Rio de Janeiro, a partir do dia 7 e que segue até o dia 28 de novembro, com uma pausa durante os Jogos Olímpicos.
A coordenação das aulas ficará a cargo da atriz e produtora Júlia Carrera.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo