Topo

Coluna

Flávio Ricco

Violência preocupa veículos de imprensa em domingo de manifestações

Arte UOL - Divulgação/TV Globo
Tadeu Schmidt participa de cobertura das manifestações Imagem: Arte UOL - Divulgação/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

13/03/2016 07h00

O domingo de manifestações vai provocar uma forte mobilização do jornalismo da Globo. Em São Paulo, por exemplo, vários produtores foram orientados a trocar a redação pelas ruas, para colaborar na cobertura. O pessoal do "Bom Dia Brasil", que costuma não trabalhar aos domingos, teve a folga cancelada e as intervenções durante a programação serão feitas por Glenda Kozlowski e Tadeu Schmidt.

Ainda sobre o mesmo tema, profissionais da Globo, GloboNews e Band, entre outros veículos, foram orientados a redobrar os cuidados. Isso porque muitos repórteres e produtores, em coberturas parecidas, têm sofrido agressão física, verbal e constrangimentos, principalmente por parte de bandidos disfarçados de manifestantes. A Band terá sete equipes na avenida Paulista e admite que contará com serviço de seguranças para preservar a integridade de seus contratados.

Na última quinta-feira, o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, afirmou que vai encaminhar à Presidência da República e ao Ministério da Justiça manifestação de entidades representantes do setor de comunicação social (ABERT e ANJ) que destaca a crescente onda de violência contra profissionais da imprensa.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!