Coluna

Flávio Ricco

Globo se dá bem se servindo dos próprios exemplos

Divulgação
Patrícia Poeta, apresentadora do "É de Casa" Imagem: Divulgação
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

28/04/2016 07h00

Não existe e até agora ninguém teve o atrevimento de escrever um manual de como fazer televisão, ainda mais aqui no Brasil.

Na prática, como dizia Joelmir Beting, a teoria é sempre outra.

Mas aquilo que há muito tempo se tem como norma e maior das verdades, continua valendo perfeitamente para os dias atuais.

Televisão é hábito. É sempre apostar naquilo que foi cuidadosamente planejado.

A Globo, pelo volume da sua produção, tem erros como as suas concorrentes, mas um número muito maior de acertos. Lá se pratica televisão de verdade. O seu sucesso não é obra do acaso.

Olha o exemplo da Fátima Bernardes? O seu programa foi pensado durante seis meses, estreou, sofreu fortes críticas e hoje é primeiro lugar folgado, como um dos maiores faturamentos da casa.

A mesma coisa se deu com o "É de Casa", nas manhãs de sábado. Tomou de tudo quanto é lado. Em verso e prosa foram escancaradas as suas primeiras derrotas para os desenhos do SBT.

E hoje, como estamos? Exemplos que existem, mas que só a Globo continua se valendo deles.

* Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo