PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Sem futebol, Band corre o risco de perder o quarto lugar

Band pode ficar em quinto lugar - Divulgação
Band pode ficar em quinto lugar Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

10/05/2016 07h01Atualizada em 10/05/2016 18h43

Discutir os motivos que levaram a direção da Bandeirantes a paralisar as transmissões do futebol passa a ser o menos importante nesta altura dos acontecimentos. O estrago está feito e só nos resta aguardar pelas consequências de tão drástica medida, em uma emissora que sempre teve o jornalismo e o esporte como principais pilares da sua grade de programação.

A primeira grande sequela, sem qualquer medo de afirmar, será a queda da sua média de audiência, com o esvaziamento de pontos que sempre foram importantes no seu fechamento mensal e como argumento de vendas do departamento comercial.

Sem os números do futebol, a Bandeirantes terá sérias dificuldades de manter o quarto lugar de agora, ainda mais se considerarmos que a sua carga de produção, nos dias atuais, é infinitamente menor que a da Rede TV!, concorrente mais próxima, e TVs Cultura e Gazeta.

Erros administrativos à parte, muito do que hoje assistimos, com a maior tristeza, são ainda os desastrados efeitos de uma auditoria inventada em 2013.

Clima de velório

O que mais chama atenção é que até agora, passada quase uma semana do anúncio da desistência do campeonato brasileiro, nenhum diretor da Band se dignou a dar alguma satisfação a quem quer que seja.

O terror está instalado no seu departamento de esportes. É muito complicado trabalhar sem saber como será o dia de amanhã.

Antena ligada

O Sindicato dos Radialistas de São Paulo está atento e acompanhando muito de perto os desdobramentos, em função de a Bandeirantes ter desistido de transmitir o campeonato brasileiro da série A.

Já chegou à entidade a informação sobre o risco de cortes após os Jogos Olímpicos.

Demissões na FOX - 1

Fernanda Amalfi, Ana Ramos, Maurício Rossi, Matheus Almeida, Jean Santos e Henrique Neves foram dispensados ontem da Fox, em São Paulo. Três cuidavam de eventos e transmissões, uma era produtora de jornalismo, um editor de jornalismo e um assistente de produção.
A informação é que, depois da inauguração da base no Rio, a base paulista será diminuída.

Demissões na FOX - 2

Consultada, a FOX informa que tais postos de trabalho não foram extintos.
E serão imediatamente preenchidos no Rio. Informa ainda que existe o desejo de reduzir equipe.

Dupla da vez

É curioso como em espaços de tempo muito curtos surgem novos nomes de sucesso do forró. A dupla da vez, Simone e Simaria, tem menos de um ano de vida, mas já é uma das recordistas em venda de shows.

Em julho, com mais de uma apresentação por dia, elas estão em busca de um avião para comprar e poder atender toda essa agenda de compromissos.

Afinar os tamborins

Na sexta, 13, vai acontecer a primeira reunião dos autores, diretores e produção com o elenco de "Sol Nascente", a próxima das seis na Globo.

O encontro é definido como start dos trabalhos.

A propósito

Em se tratando de "Sol Nascente", o especialista em teledramaturgia, Mauro Alencar, passou os últimos dias em São Paulo, colhendo com a dona Orphila, esposa do autor, o material que faltava para desenvolver "A Vida e Obra de Walther Negrão".

Obra solicitada pelo Merchandising e Licenciamento da Globo.

Vezes dois

Luciano Faccioli estreou o "Olha Hora", nesta segunda-feira, na Rede TV!, usando exatamente a mesma equipe do "Mariana Godoy Entrevista".

Pessoal está se desdobrando.

Boa notícia

O "Jornal do SBT", com Analice Nicolau e Hermano Henning, apresentado na madrugada de segunda-feira, foi o primeiro produto do jornalismo do SBT a entrar em HD.

A novidade se estendeu, no decorrer do dia, aos demais informativos.

Sem beijinho

Um dos personagens mais queridos do público, o homossexual Max, interpretado por Pablo Sanábio, em "Totalmente Demais", também terá o seu final feliz na trama.

Feliz, sim, mas sem essa de beijinho.

Nota musical

Ainda sobre "Totalmente Demais", é a cantora britânica Gabrielle Aplin que vai aparecer no último capítulo da novela.

Ela também se apresentará no “Domingão do Faustão”.

Comédia - 1

Começam nesta semana as gravações de "Tocs de Dalila", novo programa do Multishow, em parceria com a Globo, protagonizado por Heloisa Périssé.

Os trabalhos acontecerão inteiramente no Rio, e no elenco, ainda, as presenças de Isabela Garcia, Thelmo Fernandes e Mouhamed Harfouch, entre outros.

Comédia - 2

Também nesta semana, mas em São Paulo, começam as gravações de "Secretária do Presidente", da Mixer, para o Multishow, com Monique Alfradique como protagonista.

Ela vive uma jovem do interior que sonha em se tornar secretária do presidente da República.

Bate – Rebate

• Leilane Neubart reassumiu as suas funções no GloboNews...
• ... Férias que certamente foram abreviadas por causa do momento político do nosso país...
• Record ainda não tem uma definição se Tino Junior será efetivado ou não no seu jornalismo das manhãs.
• E não é que o "Melhor pra Você", da Rede TV!, está iniciando as suas edições diárias com vídeos da internet...
• ... Também ele. É o fim.
• A 6ª temporada da série "Game of Thrones", sucesso do HBO, está batendo recorde de visualizações no Now...
• ... No dia seguinte ao seu lançamento registrou-se um aumento de 180% comparado à temporada anterior.
• O Multishow deu uma renovada das mais interessantes na sua comunicação visual...
• ... E desde ontem, "A gente se diverte" passou a ser o slogan do Multishow.

C´est fini

No próximo dia 18, às 21h45, estreia a segunda temporada do Porta dos Fundos, na Fox.

Além do elenco do Porta, os esquetes exibidos nesta edição contarão com as participações especiais de Ivete Sangalo, Marília Gabriela e Bianca Byington.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau! 

* Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco