Coluna

Flávio Ricco

Números atuais validam o protagonismo da TV aberta

Getty Images
Imagem: Getty Images
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

13/06/2016 07h01

Em recente entrevista de Willy Haas, diretor-geral de Negócios da Rede Globo ao Propaganda & Marketing, que aqui foi repercutida, ele abordou com propriedade a questão da audiência e demonstrou o que representavam 30 pontos de audiência em 1997, quando começou a medição do PNT(Painel Nacional de Televisão), equivalendo na ocasião a 10.106.038 de domicílios com TV, com os mesmos 30 pontos de agora, que correspondem a 19.345.915 lares e um aumento de 91%.

São números que antes de nos revelar e atestar o protagonismo da televisão aberta, nos levam a ser mais cuidadosos na análise dos índices de audiência. Hoje, para se traçar qualquer comparativo com registros do passado, uma soma de valores precisa necessariamente ser levada em conta, para se chegar a um legítimo e verdadeiro resultado.

Mesmo com todos os problemas que nos atingem e uma crise política atravancando vários setores de atividade, a televisão aberta no Brasil, nunca e em tempo algum, realizou tanto e com tamanha qualidade. Hoje, contrastando com passado recente, três grandes redes trabalham na produção de novelas.

Todo esse conjunto de informações e valores nos dá a certeza que um crescimento parecido ou ainda maior irá acontecer nas próximas décadas, sustentado na confiança que o mercado cada dia mais deposita nela.

Bandida da história
Ingrid Guimarães vai fazer a sua primeira vilã em “Novo Mundo”, novela na fila das 18h da Globo. Isabelle Drummond e Chay Suede, repetindo a dose de “A Lei do Amor”, que ainda vem por aí, serão os dois protagonistas.

Escrita por Thereza Falcão e Alessandro Marson, com direção de Vinicius Coimbra, se trabalha com abril de 2017 para sua estreia. 

Quebra-cabeça
Jayme Monjardim postou uma declaração enigmática nas redes sociais, “Dias muito tristes virão, agora é meditar e criar forças e quem sabe ter a sorte de atravessar em paz por tudo isso”.

E ficou por aí.

Trabalho novo
A mensagem de Monjardim, no entanto, não está relacionada à sua permanência na Globo. Depois de “Sete Vidas”, foi acertado que ele fará a direção de uma novela de Alcides Nogueira baseada em história original de Rubem Fonseca.

“Amor e Morte”, nome provisório, será exibida a partir de outubro de 2017, na faixa das 18h e também contará com o apoio de Bia Corrêa do Lago, filha de Fonseca, no roteiro.

Estevam Avellar/Divulgação/TV Globo
Jesuíta Barbosa interpreta Vicente, um dos protagonistas de "Justiça" Imagem: Estevam Avellar/Divulgação/TV Globo
Perfil
Jesuíta Barbosa é Vicente, um dos protagonistas da próxima série da Globo, “Justiça”. Depois de cometer um crime passional – assassinar a noiva Isabela (Marina Ruy Barbosa), após flagrá-la com outro homem, ele cumpre sete anos de prisão.

Livre, passa a ser alvo de Elisa (Débora Bloch), mãe da jovem, que arma um plano de vingança.

No Rio
As gravações de “Justiça” acontecem desde maio, no Recife, e a partir desta semana se concentram no Rio de Janeiro – estúdio e locações externas.
E movimentando todo o seu elenco.

Edu Moraes/Rede Record
Cena da novela "Escrava Mãe", que vai ao ar às 19h30, na Record Imagem: Edu Moraes/Rede Record
Ganho importante
A abertura do novo horário de novelas na Record, com o lançamento de “Escrava Mãe”, fez subirem as audiências do “Jornal da Band” e “SBT Brasil”.
Crescimento de mais de um ponto na média diária de cada um. O “SBT Brasil”, por sinal, fechou com quase histórico 8,4 na quarta-feira.

Outro aspecto
A baixa temperatura em São Paulo nos últimos dias elevou o número de ligados e os registros de audiência de praticamente todas as emissoras, de forma particular das três principais, Globo, SBT e Record.

O frio, chuva, férias escolares e feriados prolongados são geradores de oscilações nos números da TV.

Fala sério
Líder máximo da igreja Universal e da TV Record, Edir Macedo abriu no último dia 5, o “Jejum de Daniel” ou “faxina espiritual”, com a orientação aos seus fiéis de ficar “longe das redes sociais, notícias, novelas não bíblicas, filmes seculares e qualquer tipo de entretenimento que possa distanciá-los do seu foco”.

O afastamento de tudo inclui produtos da sua própria Record.

Exceção à regra
“Escrava Mãe”, que acabou de estrear, não pode ser acompanhada pelos fiéis. É pecado. A ordem vale até dia 25.

A exceção atende pelo nome de “Os Dez Mandamentos”. Essa está liberada por Macedo. Mas ela e apenas ela.

Bate – Rebate
• Amanhã, em um almoço, o presidente da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura, Oscar Simões, apresentará os números do setor no primeiro trimestre do ano...
• ... Os canais esportivos estarão reunidos no congresso da ABTA 2016, que acontece a partir do dia 29 de junho, em São Paulo...
• ... Pedro Garcia (SporTV), Leonardo César (Esporte Interativo), German Hartenstein (ESPN) e Eduardo Zebini (Fox Sports).
• Um dos principais executivos da Eyeworks, Diego Pignataro, foi o escolhido para dar cores e formas ao talk-show de Fábio Porchat na Record...
• ... Pignataro, com passagens por “Mulheres Ricas”, “Agora é Tarde”... e a atual edição de “A Liga”, passa a se dedicar inteiramente ao programa...
• ... A estreia do Porchat na Record está confirmada para agosto, logo depois da Olimpíada.
• A propósito do Porchat, hoje, segunda, ele será uma das atrações do programa da Xuxa na Record...
• ... Tati Lopes e Luís Lobianco, do “Porta dos Fundos”, também.
• Marcos Mendonça assume hoje para novo mandato de três anos à frente da Rádio e TV Cultura.

C´est fini
O programa Cartão Verde, da TV Cultura, a partir desta semana será exibido em novo dia, às quintas-feiras, às 22h, e não mais às terças.
Agora, portanto, colado na rodada do meio de semana. Comando de Vladir Lemos, que continua na companhia dos comentaristas Roberto Rivellino, Celso Unzelte e Vitor Birner.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

*Colaborou José Carlos Nery
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo