Topo

Coluna

Flávio Ricco

Crise também leva o "Pânico" a economizar e diminuir externas

Divulgação
Gui Santana, Datena e Rodrigo Scarpa nos bastidores da Bandeirantes Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

02/07/2016 07h00

Embora, para todos os efeitos, se afirme que está tudo bem, há quem jure de pés juntos que tem alguma coisa pegando, e pegando sério, no bastidor do “Pânico”.

Como principal argumento o fato de que a produção e gravação de matérias externas foram reduzidas ao absolutamente essencial nos últimos tempos.

O programa agora está mais palco ou com gravações em estúdio, sem os gastos originados por externas.

Band e os responsáveis pelo "Pânico", em mais de uma ocasião, já informaram que está tudo bem. Que não tem nada de anormal acontecendo.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!