Coluna

Flávio Ricco

Thiago Lacerda não se deslumbra como vilão de "A Lei do Amor"

Maurício Fidalgo/Divulgação/TV Globo
Thiago Lacerda é Ciro em "A Lei do Amor" Imagem: Maurício Fidalgo/Divulgação/TV Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

13/10/2016 07h00

Thiago Lacerda entra em “A Lei do Amor”, de novo como vilão da história, agora como Ciro, um dos suspeitos do atentado que quase tira a vida de Fausto Leitão (Tarcísio Meira), mostrado no capítulo de segunda-feira.

À coluna, Thiago diz que não fica deslumbrado na função de bandido de novela. Explica que sua maior preocupação, sempre, é viver grandes personagens e fazer bons trabalhos, atuais ou de época, independentemente de arquétipos. Falou bem e disse melhor ainda.

Porém, sabe-se que o papel de vilão é sempre um dos mais disputados das novelas.

Na nova novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, Ciro, papel do Thiago, se casa com Vitória (Camila Morgado), filha de Fausto, para conseguir um lugar na família e vira o homem de confiança do poderoso empresário.

Mas Pedro (Reynaldo Gianecchini) descobre diversos dossiês com fotos de Ciro. Ele só não sabe ainda por que Fausto andava investigando o genro.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo