Coluna

Flávio Ricco

Profissionais do "Fofocando" estão inseguros e temem fim do programa

Reprodução/SBT
Os apresentadores do programa "Fofocando", no SBT Imagem: Reprodução/SBT
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

15/01/2017 07h00

Existe um forte clima de insegurança envolvendo alguns dos profissionais do “Fofocando” no SBT, devido à quantidade de notícias e comentários internos alertando para o fim do programa, em especial aqueles que deixaram outras emissoras para apostar no projeto. Já tem gente inclusive tentando fazer o caminho de volta, tamanha a preocupação. Já sondaram, por exemplo, um diretor da Rede TV!.

O "Fofocando", vale lembrar, é uma invenção de Silvio Santos que surgiu após ele constatar os bons índices registrados pelo “Balanço” da Record em São Paulo. O dono montou equipe, escolheu título, apresentadores... Portanto, se tiver que sair do ar, será por determinação dele – e de mais ninguém.

A mudança de horário, da tarde para a manhã, foi seu primeiro sinal de descontentamento e também a redução no tempo de exibição. Isso é "clássico" por lá e quando começa assim..    

Ainda no SBT, para esta semana, aguarda-se um novo telefonema de SS dos Estados Unidos, para saber se Dudu Camargo gravará ou não um outro piloto do "Primeiro Impacto". O primeiro foi reprovado.

*Colaboração de José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo