Coluna

Flávio Ricco

Interpretação da Cláudia Abreu é um exemplo a ser seguido nas novelas

Divulgação/TV Globo/Montagem UOL
Cláudia Abreu em dois momentos: como Chayene de "Cheias de Charme" e Helô de "A Lei do Amor" Imagem: Divulgação/TV Globo/Montagem UOL
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

07/03/2017 07h01

A produção de novelas, no ritmo que existe aqui no Brasil, apesar de todo o exercício preparatório – uma novidade em relação ao passado, muitas vezes não permite aos seus diretores se preocupar mais de perto com o trabalho do ator.

Ao contrário do que existe no teatro, onde o próprio tempo permite uma tarefa mais apurada, na televisão isto nunca foi, não é e jamais será possível, ainda mais com elencos que agora normalmente superam a casa de 70 ou 80 pessoas.

E por ser, tamanha a quantidade, uma missão impossível, cabe aos próprios atores contribuir e se empenhar na interpretação de tipos os mais diferentes. Alguns não conseguem, e se repetem, mas outros sempre nos surpreendem com novos desempenhos, completamente diferentes dos anteriores.

Um exemplo do bem é a Cláudia Abreu. Hoje, ela está em cartaz em dois momentos diferentes na Globo. À tarde, na reprise de “Cheias de Charme”, ela é a extravagante, egocêntrica e até grosseira Chayene, só no branco dos olhos parecida com a Helô de “A Lei do Amor”.

No caso dela, verifica-se e até poderia ser permitido, sempre repetir o nome da personagem, porque a sua interpretação sempre será diferente. 

Renato Rocha Miranda/Divulgação/TV Globo
Heloísa Périssé como Mileide em "A Lei do Amor" Imagem: Renato Rocha Miranda/Divulgação/TV Globo
Também tem outra
Cabe também um cuidado maior aos autores e diretores nas escolhas dos elencos e definições de algumas personagens.

À Heloísa Périssé, que é boa atriz, verifica-se a insistência em repetir a Belinha do “Sob Nova Direção”. A  Mileide, de “A Lei do Amor”, é quase ela. Só em “Boogie Oogie” teve a chance de mostrar seu talento e versatilidade.

Chamada no ar
Ainda sem carregar muito na tinta, porque o lançamento só será em 3 de abril, a Globo colocou no ar as primeiras chamadas de “A Força do Querer”, novela da Glória Perez.

Por enquanto só com tomadas que não mostram muito.

Gravações em SP
Iniciadas após o carnaval, as gravações de “Malhação – Viva a Diferença” se estenderão por mais duas semanas em diversos pontos de São Paulo.

A estreia foi confirmada para o dia 3 de maio, uma quarta-feira.

Opa!
Ontem foi o primeiro dia do Lucas Martins como substituto do Datena, nesta sua folga de três dias, para comemorar 40 anos de casamento com a dona Matilde na Argentina.

E, logo de cara, ele chamou a traseira de um carro de bunda. Depois carregou no drama das enchentes, que, por si só, já tem toda a sua carga de dramaticidade. É bom o Datena não demorar. Cadê o Joel?

Pressão em cima
Programa de entrevistas diário, só quem já fez, sabe as dificuldades. Dificuldades que o Porchat, na Record, começa a sentir na pele.

Foram várias as baixas na sua equipe, apesar do pouco tempo no ar. Ele mesmo tem se empenhado em fazer contatos e colaborar com a sua produção.

Interessante isso
Quem assistiu ao jogo domingo, na Globo SP, viu que o primeiro e terceiro gols do São Paulo, na vitória contra o Santo André, foram irregulares. Um, em um impedimento de dois metros, e o outro, também descarado, com a mão.

Leonardo Gaciba, que foi um bom árbitro, só depois do replay deu a sua opinião e mandou bala no juiz. Como será que ele fazia quando apitava?

Esquisito
Hermano Henning assinou contrato por mais três meses com o SBT. Vai até o final de abril.

Só que desde antes do Carnaval, por orientação de alguém ou do próprio diretor de jornalismo, José Occhiuso, ele nunca foi convocado para mais nada.

A surpresa
Digno de registro ver Carlos Nascimento apresentar o “SBT Brasil” num sábado, como aconteceu neste último final de semana.

O que se sabia e se falava na redação é que ele tinha, por contrato, a garantia de nunca entrar nas escalas do sábado. Ou isso não passa de uma mentira ou alguma coisa se modificou.

Divulgação
Maurício Manieri e Izabelle Stein no "Luciana By Night" Imagem: Divulgação
Destino
Maurício Manieri e Izabelle Stein, casados há 8 anos, são os convidados do “Luciana by Night”, nesta terça, na Rede TV!.

Os dois fizeram questão de gravar o programa com as mesmas camisetas que vestiram no que se conheceram.

Baú
Já que todo mundo resolveu mexer no “baú” - SBT mostrou gravações antigas da “Praça” e a Globo reprisará “A Grande Família”, o “Gugu”, na Record, vai mostrar nesta quarta imagens da extinta “Escolinha do Barulho” e fazer um “por onde anda?” do elenco.

De novo
Ontem, durante boa parte da tarde, a Bandeirantes, em São Paulo, foi visitada por um grupo de senhores, carinhosamente recepcionados pela sua direção.

Nenhum deles falava português. Só inglês.

Bate – Rebate
• Fox colocou no ar as chamadas de “Prata da casa”, série de comédia com Diogo Vilela...
• ... Mas é uma estreia que só vai acontecer em maio.
• O “Pânico” deu uma envenenada no programa, já a partir deste último domingo...
• ... Além de quadros novos e da volta do Carioca, existiram renovações no grupo das panicats.
• O “Jornal da Record” começou a exibir ontem, a série de reportagens que determinou a prisão dos seus repórteres na Venezuela...
• ... O foco de tudo são os absurdos cometidos com liberações de verbas pelo BNDES.
• Patrícia Abravanel voltou das férias e já se colocou à disposição para as primeiras gravações do “Show do Milhão”...
• ... O programa reestreia neste próximo sábado.
• Fluminense e Flamengo, final da Taça Guanabara, com duas torcidas no estádio e direito a disputa em pênalti, foi recorde de audiência na Globo...
• ... Deu 36 pontos de média e 60% de participação. Uma grandeza.

*Colaboração de José Carlos Nery
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo