Coluna

Flávio Ricco

Mais uma: Estadão FM também vai parar nas mãos de uma igreja

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

10/03/2017 19h19

O Grupo Estado que até hoje operava com duas emissoras de FM em São Paulo, acaba de finalizar contrato de arrendamento da rádio Estadão FM, 92,9 Mhz, para a Comunidade Cristã Paz e Vida. O acerto passa a valer a partir do dia 18. 

A Eldorado FM, 107,3 Mhz, um acordo operacional com a Fundação Brasil 2000, ligada a Universidade Anhembi Morumbi, passará a receber parte da programação da Estadão.

O Grupo Estado confirma a negociação:

“O Grupo Estado tem focado seus investimentos numa estratégia multiplataforma em meios como jornal, portal, mobile, redes sociais, e-commerce e eventos proprietários”, disse, em nota, reforçando ainda que o desligamento permitirá mais avanços no segmento digital.  Atualmente, a companhia é proprietária de eventos como Summits e Fóruns Estadão, produz mais de mil notícias diárias com a AE Broadcast, detém a plataforma Media Lab Estadão e está investindo em empresas digitais como o Moving e Genial Seguros.,
É apenas mais uma prestes a entrar num caminho sem volta, ou cair nas mãos de “um pessoal que vive vendendo Cristo mas não entrega”.

A Eldorado AM, 700 Khz do mesmo grupo, em 2015, passou para as mãos da Igreja Internacional da Graça de Deus., do R.R. Soares.

A Comunidade Cristã Paz e Vida, que arrendou a Estadão, tem como líder o pastor Juanribe Pagliarin – fundador e presidente. Chama a atenção a quantidade de emissoras de rádio controladas por sua igreja. A programação está presente em praticamente todo o país e também em Portugal, Cabo Verde, Guiana Francesa, Bélgica e Moçambique.

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo