Coluna

Flávio Ricco

TV paga tem poucos canais ativos no Brasil. A maioria não existe

iStock
Imagem: iStock
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

17/03/2017 07h01

A TV paga sofreu outro duro golpe, em sua já triste realidade, a partir dos acontecimentos desta última semana que culminaram em um novo processo de esvaziamento da Turner no Brasil e a transferência de todo o seu processo de produção para a Argentina.

Dizer que a soma dos canais por assinatura já ocupa o segundo lugar de audiência, perdendo da Globo, mas se colocando à frente de Record, SBT e companhia bela, foi outra forma de se vender uma mentira ou mostrar, sabe Deus a quem, que a TV fechada é uma realidade a ser respeitada em nosso país. Bobagem.

A TV, aqui, depende exclusivamente do que as emissoras convencionais e algumas outras poucas, como as da Globosat, FOX, Discovery e a própria Turner realizam, excetuando-se aí os esportivos, jornalísticos e infantis.

O restante – cerca de 200 e tantos – não existe. Nem aparecem no mapa e só ganham alguma visibilidade quando têm seus nomes incluídos nos “vantajosos” pacotes das operadoras, montados apenas para diferenciar seus preços. A máscara caiu.

Então é assim
O “Dancing Brasil”, da Xuxa, será apresentado em 13 semanas na Record, a partir de 3 de abril, ao vivo e direto dos estúdios da Casablanca, no Rio.

Isto é o que já está sacramentado e combinado com ela.

Passo seguinte
Considerados os seus 13 episódios, o “Dancing Brasil” será exibido até a penúltima semana de junho e isto não significa que o ano de trabalho da Xuxa na Record se encerrará por aí.

Um outro formato, que ainda não existe, será produzido para ir ao ar durante todo o segundo semestre, só que aí dos estúdios da Record, em São Paulo.

Perigo existe
O que aconteceu com a Xuxa, e se verifica em inúmeros outros programas semanais, é a perigosa acomodação de suas equipes em esquemas ou formatos que já não conseguem agradar ao telespectador.

Hoje, com a concorrência na altura que está, dentro da TV e fora dela, deve ser permanente a preocupação em se reinventar e buscar o novo. O sucesso de ontem já deixa de valer hoje.

Terminou ontem
Sob a liderança de Willy Haas, a Globo encerrou ontem uma nova convenção nacional do seu departamento de vendas.

O encontro foi realizado em Gramado, no Rio Grande do Sul.

Divulgação
Maria Fernanda Cândido em "Terra Dois" Imagem: Divulgação
Tentando reagir
A TV Cultura está prometendo estrear mais de 220 horas de programação inédita, entre o restante deste mês de março e o decorrer de abril.

Já na próxima semana começa a exibição de “Terra Dois”, com Maria Fernanda Cândido e o psicanalista Jorge Forbes, com exibição às terças-feiras, 22h30.

Só falta
No SBT, já se comenta a possibilidade do Marcão entrar às 6 da tarde, se a Record decidir mesmo interromper o “Cidade Alerta”, para apresentar reprise de novela no meio.

Aliás, como é que anda esse assunto? Ainda está em pé ou já caiu no esquecimento?

Falando nisso
O “Cidade Alerta”, do Marcelo Rezende, na quarta-feira, sem enfiar a cabeça nas manifestações das ruas, fechou com a sua maior média deste ano na Grande São Paulo: 12 pontos. Foi o maior share da emissora no dia.

E entregou para a novela bíblica com 15 pontos.

Nota do esporte
Sergio Hilinski e Marcos Silveira, dois que no passado trocaram a Globo pela Record, tiveram seus desligamentos decididos no começo da semana.

Ambos atuavam na coordenação do departamento de esportes.

Deu ruim
Circula, agora, uma informação na Record que Samara Felippo não viverá mais Ester Bezerra, mulher de Edir Macedo, no filme “Nada a Perder”.

Segundo se informa, a dispensa teria ocorrido em função de um problema “extracampo”, no Rio, que teria desagradado os produtores.

A atriz ainda não se pronuncia sobre o caso.

Nada ainda
Joyce Ribeiro, apresentadora que deixou o jornalismo do SBT, admite que tem amigos na Globo, como em outras emissoras, já conversou com várias, mas ainda não tem nada acertado com ninguém.

Está no mercado.

Raquel Cunha/Divulgação/TV Globo
Magnólia (Vera Holtz) encara Zélia (Simone Mazzer) na prisão Imagem: Raquel Cunha/Divulgação/TV Globo
Magnólia na cadeia
Em cena prevista para ir ao ar na próxima segunda-feira, em “A Lei do Amor”, Magnólia (Vera Holtz) encara Zélia (Simone Mazzer) na prisão. Depois de todo luxo, ela vai sofrer na cadeia.

A diretora Natalia Grimberg orienta as atrizes em cena.

Eurico bate recorde
A participação do presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, no “Bola da Vez”, da ESPN Brasil, levou o programa a registrar a sua melhor audiência desde 2014.

Amanhã, 21h30, vai ao ar a reprise.

Bate – Rebate
• São, no mínimo, injustas as comparações de audiência, entre aquilo que as reprises do Geraldo Luís alcançavam, com o “Legendários” na Record...
• ... Os dois programas não se parecem nem no branquinho dos olhos...
• ... Têm características completamente diferentes um do outro...
• ...Em tempo, Geraldo Luis gravou com Mário Gomes no Rio para o próximo “Domingo Show”. Na pauta, hambúrguer e carreira.
• A greve de quarta-feira, com todos os transtornos causados, levou o “São Paulo no Ar”, do Luiz Bacci, na Record, a registrar 9,3 pontos...
• ... Foi a sua melhor média nos últimos 17 anos.
• O “Bom Dia São Paulo”, da Globo, na mesma manhã, registrou 14 de média. Desde 2008 essa audiência não era atingida.
• A Globo continua na dela sobre o próximo “The Voice Kids”...
• ... Por enquanto, a única preocupação é com a edição que está no ar.
• Está tudo combinado. O uso das camisas espalhafatosas do Reinaldo Azevedo no “RedeTV News” foi ajustado com o diretor de jornalismo Franz Vacek...
• ... Se é o que resta, pode ser esta a maneira de chamar atenção.
• Apesar de “A Lei do Amor” ainda estar em exibição e a menos de um mês do fim, Cláudia Raia também já está com foco no musical “Cantando na chuva”, com estreia em agosto no Santander, em São Paulo...
• ... Raia produz o espetáculo em parceria com Stephanie Mayorkis, diretora da divisão de teatro da IMM Esporte e Entretenimento.

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo