Topo

Coluna

Flávio Ricco

Globo cria espaço para centralizar encontros de autores e roteiristas

Luiz C. Ribeiro/Divulgação/TV Globo
Marcius Melhem Imagem: Luiz C. Ribeiro/Divulgação/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

01/05/2017 07h00

Há muitos anos, os autores de séries da Globo se reúnem, quase que diariamente, em apartamentos mantidos pela emissora em hotéis do Rio, para escrever os seus trabalhos. Diversos sucessos nasceram ou foram desenvolvidos no Monsieur Le Blond, no Leblon, por exemplo.

Mas isso agora é coisa do passado. 

A partir de amanhã, terça, 2 de maio, esses aparts não serão mais utilizados para tal finalidade, porque a Globo decidiu centralizar tais encontros na recém-inaugurada “Casa dos Roteiristas”, em um espaço localizado no Jardim Botânico.

Trata-se de um projeto que visa também “fomentar a produção de séries e outros formatos curtos de dramaturgia semanal em um ambiente para estimular a criação, a integração e o desenvolvimento de talentos”.

Lá estarão reunidos seis grupos de roteiristas comandados por sete autores na supervisão dos trabalhos: Marçal Aquino e Fernando Bonassi, Marcius Melhem, Mauro Wilson, Claudio Paiva, George Moura e Jorge Furtado e com a meta de produzir de 18 a 24 projetos por ano.

Os produtos aprovados irão para todas as plataformas da Globo – TV aberta, fechada e internet – e também para o mercado internacional, contando inclusive com detalhamento técnico e comercial de cada projeto.

*Colaboração de José Carlos Nery
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!