Coluna

Flávio Ricco

"Malhação" chega ao fim nesta quarta com 430 capítulos

João Miguel Júnior/Globo
Emanuel Jacobina (no centro) com os diretores Leonardo Nogueira e Adriano Melo Imagem: João Miguel Júnior/Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

03/05/2017 07h01

Emanuel Jacobina se viu obrigado a emendar duas temporadas de “Malhação” para atender diferentes necessidades da programação da Globo, entre elas, os Jogos Olímpicos do ano passado. Entre agosto de 2015 e agosto de 2016 foi exibida “Seu Lugar no Mundo” e, na sequência, “Pro Dia Nascer Feliz”, que somam 430 capítulos. A última temporada, que manteve personagens da anterior, chega ao fim nesta quarta-feira (3), com reprise na quinta. Mesmo em se tratando de um autor experiente, não foi uma tarefa fácil:

“A maior dificuldade foi fazer uma sinopse enquanto escrevia a temporada anterior. Eu mesmo escrevi duas temporadas seguidas em 1999 e 2000. Andrea Maltarolli escreveu duas seguidas em 2001 e 2002. Que eu me lembre, só nós dois fomos autores titulares de duas seguidas”, revela Jacobina.

Somando tudo, inclusive uma temporada de 2010, ele e o diretor Leonardo Nogueira trabalharam juntos 715 capítulos, marca que chega a ser histórica. “Agora é desejar boa sorte ao Cao Hamburger. Por sinal, meus filhos cresceram vendo ‘Castelo Rá-Tim-Bum’ e eu gostei muito de ‘Filhos do Carnaval’. Boa sorte pra ele e pro [Paulo] Silvestrini que é um diretor muito competente”, finaliza Jacobina. Na sexta, haverá uma apresentação especial de “Malhação – Viva a Diferença”, que estreia dia 8.


Tudo na mesma

Por enquanto, a questão Simba versus operadoras não apresenta nenhuma solução à vista ou ao menos qualquer avanço. Ao contrário. Nos últimos dias as empresas da TV paga resolveram endurecer ainda mais o jogo.

Ponto de interrogação

A grande pergunta, ainda sem resposta, é: SBT, Record e Rede TV!, antes da decisão de saírem do cabo, tinham conhecimento do que fatalmente aconteceria?

Ontem, primeiro dia útil de maio, foi conhecido o fechamento da audiência de abril e todas elas saíram perdendo, com quedas bem significativas em seus números.

Números não mentem

Considerando índices de março, antes do apagão, com os de agora, a Record ainda fica 15% abaixo do que vinha registrando. O SBT, 5%, e a Rede TV! já está no zero a zero. O problema é mais sério para a Record e o que tem levado a sua direção a se dividir sobre o assunto.

Vai sair do ar

A operadora Oi e a Simba, joint-venture formada por SBT, Record e Rede TV!, estão mesmo longe de um acordo. Tanto assim que a empresa já tratou de alertar seus assinantes em Goiânia, onde se dará, dia 31, a próxima etapa do apagão analógico.  

Alfinetada - 1

Muita gente entendeu a mensagem, ‘Chega de Amadorismo’, publicada ontem por Aguinaldo Silva numa rede social, como um claro recado à recém-criada “Casa dos Roteiristas” na Globo. Trata-se de um projeto que visa “fomentar a produção de séries e outros formatos curtos de dramaturgia semanal em um ambiente para estimular a criação, a integração e o desenvolvimento de talentos”. “Chega de Amadorismo! A quem interessar possa: quero escrever séries. Estudei durante anos para fazer isso...”, desabafou o autor.

Alfinetada - 2

E o Aguinaldo segue: “Juntei minha experiência de novelista às milhares de horas que gastei estudando o que havia de melhor em matéria de seriados no resto do mundo. Sim, quero escrever séries, nem que tenha que criar minha própria produtora. Para ser sincero, já estou tomando todas as providências necessárias para chegar lá, inclusive formando um time afiadíssimo de roteiristas, no qual não haverá lugar para diletantes nem protegidos... E nem parentes, é bom que se diga”.

Demissão na Band

Ontem, final de tarde, a rádio Bandeirantes demitiu Sérgio Patrick. Entre idas e vindas, tinha quase 20 anos de casa. 

Nos últimos tempos ele estava cuidando de uma rádio do grupo nos Estados Unidos.

Provisoriamente

Silvia Abravanel está internada, desde domingo, com pneumonia. Daí se explica a sua ausência no “Bom Dia & Cia.” dos últimos dias, assim como a sua substituição pela irmã Rebeca, pelo menos até o final da semana.

Rádio-corredor

Mari Gonzalez, a Baianinha, anunciou sua saída do “Pânico” na Band, e segundo pessoas da produção seu próximo destino poderá ser “A Fazenda”, na Record. Por sua vez, a Mendigata volta ao programa de Emílio Surita no domingo.

Bate – Rebate

•  Os comercias da Telesena, além do SBT, também passaram a ser exibidos na Globo.
• A TV Brasil está se preparando para exibições especiais dos filmes do Mazzaropi...
• ... Todo o material já está recebendo o devido tratamento.
• Dentro da Record Xuxa é apontada como uma das principais vítimas da Simba...
• ... Depois de bater cabeça com formatos que não se ajustaram a ela, o “Dancing Brasil” tinha tudo para registrar audiência das mais interessantes...
• ... E só não está, segundo entendimento interno, porque a Record perdeu parte significativa do seu público com o apagão do cabo.
• Longe da TV, Flávia Alessandra vai fazer novo trabalho para o cinema...
• ... Agora é em “O Amor dá trabalho”, filme de Alê McHaddo...
• ... Leandro Hassum e Bruno Garcia também estão neste elenco.
• O apresentador do programa “Melhor Pra Você”, da Rede TV, Celso Zucatelli vai lançar seu canal no YouTube nesta quinta-feira, a partir das 18H30, durante evento no Shopping Eldorado.
• Movimentando profissionais de cinco diferentes áreas,  a Record TV iniciou ontem um ciclo de palestras para alunos de mestrado profissional da FMU...
• ... Esta parceria faz parte de um projeto que visa aproximar o meio acadêmico e a emissora.

*Colaboração de José Carlos Nery

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo