Coluna

Flávio Ricco

"Tieta" não tem idade. É e sempre será atual

Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

15/07/2017 07h01

Em todo o seu tempo de conquistas e vitórias na Globo, o Boni só não conseguiu levar à frente a ideia de uma segunda TV, que pudesse reprisar ou aproveitar o material da primeira. As várias tentativas feitas, inclusive junto à TV Gazeta, em São Paulo, pelas mais diferentes razões não se tornaram possíveis.

Muitos anos depois de ter saído de lá, com a inauguração do Viva, em maio de 2010, surgiu esta emissora, destinada ao entretenimento e a essencialmente reapresentar novelas, programas, séries e musicais produzidos pela Rede Globo.

O seu sucesso, como era esperado, é muito grande. E a tantas outras reexibições veio se juntar recentemente “Tieta”. Levada ao ar pela primeira vez em 1989, a sua reprise vinha sendo solicitada até com insistência pelos telespectadores, novos e antigos, o que acabou acontecendo desde maio passado.

Como resultado lógico, a novela tem levado o Viva com muita frequência ao primeiro lugar da TV paga e a exibição dos seus capítulos sempre aparece entre os assuntos mais comentados nas mídias sociais.

“Tieta” tem demonstrado que é uma dessas novelas que não tem tempo. E sempre será atual.

Ritmo de produção
A produção da Globo, em diferentes setores, já de muito tempo trabalha em alta escala.

Só entre as novelas, hoje temos cinco inéditas em exibição e, no mínimo, outras cinco já em produção para ocupar o lugar.

Nada mais coerente
A existência do Viva e o fim destinado a ele, pelo que se observa, por tudo que a Globo continua fazendo, torna-se inesgotável.

Tanto para o seu telespectador de agora, como das próximas gerações.

Mauricio Fidalgo/Divulgação/TV Globo
Marjorie Estiano é Carolina em "Sob Pressão" Imagem: Mauricio Fidalgo/Divulgação/TV Globo
Doutora Carolina 
Marjorie Estiano é a doutora Carolina na série “Sob Pressão”, estreia da Globo no dia 25.

Cirurgiã vascular da equipe médica, ela busca na fé o antídoto contra toda miséria que enfrenta no dia a dia.

Trabalho pronto. Já tem seus 9 capítulos gravados.

Retorno à base
Marcelo de Carvalho e Luciana Gimenez, com toda família, retornam ao Brasil neste fim de semana, depois de quase um mês de férias entre Itália e Grécia.

Tudo registrado pela quantidade de fotos tiradas, especialmente pela Luciana. A maioria, digamos assim, de costas.

Recuerdo
Emoção, hoje, no “Visitando o Passado”, quadro do “Caldeirão do Huck”, com a participação de Chitãozinho e Xororó.

As equipes de Produção de Arte e Cenografia do programa reproduziram no palco alguns cômodos da casa onde a dupla morou durante parte da infância, em Rondon, no interior do Paraná.

Marília Cabral/Divulgação/TV Globo
Chitãozinho e Xororó participam do quadro Visitando o Passado no "Caldeirão do Huck" Imagem: Marília Cabral/Divulgação/TV Globo

Não tem projeto
Não evoluiu o plano da Record em ter uma base avançada do seu jornalismo em algum ponto da zona sul do Rio de Janeiro.

Todo o trabalho continuará concentrado na base principal, em Vargem Grande.

Canal 1/Divulgação
Claudia Tenório, da Rede Vida Imagem: Canal 1/Divulgação
Apresentação brasileira
Claudia Tenório, da Rede Vida, foi escolhida para ser a apresentadora do novo filme do Maestro André Rieu, “Piece of Magic”.

Será a primeira brasileira a fazer este trabalho, em várias ocasiões realizado por personalidades de outros países.

O show acontece neste sábado, em Maastricht, na Holanda, nas comemorações dos 30 anos da Johann Strauss Orchestra.

Estreia
Neste sábado, às 22h30, o Canal Bis vai transmitir, ao vivo, o show “Barão Vermelho Pra Sempre”, que faz parte da nova turnê da banda.

A apresentação, em Belo Horizonte, já terá à frente Rodrigo Suricato, no lugar do Frejat, como vocalista.

Era sério
Há não muito tempo se falou aqui do Rafael Cortez e da obrigação, dele para com ele mesmo, de ser engraçado em tempo integral.

Por exemplo, na apresentação do “Popstar”, parece que ninguém do júri levou o Cortez muito a sério. E ali o Cortez estava sendo. Foi prejudicado.

Cinema
O filme “Besouro”, de João Daniel Tikhomiroff, será exibido neste sábado no BFI Festival, em Londres.

Depois de vários prêmios internacionais, 7 anos depois, este trabalho vai colhendo, ano após ano, o reconhecimento dos grandes festivais e mostras, além de universidades em dezenas de países.

Zé Paulo Cardeal/Divulgação
Alcides Nogueira é o convidado da série "Donos da História", neste domingo, a partir das 18h30, no Viva. O autor assina a próxima novela das 18h na Globo, "Tempo de Amar" Imagem: Zé Paulo Cardeal/Divulgação

Bate – Rebate
•     O clássico literário “Coisas de Menino”, de quase 40 anos, foi relançado na versão digital...
•     ... Escrito por Eliane Ganem, tem ilustrações do cartunista Jayme Leão, morto em 2014...
•     ... Abertura escrita por sua filha, a jornalista Lídice Leão, chefe de redação da Rede TV!.
•     O impasse, via Simba, criado por SBT, Record e Rede TV! bateu muito forte no caixa dessas emissoras...
•     ... Levantamento realizado até agora indica que dificilmente alguma delas conseguirá escapar de um forte prejuízo ao final do exercício...
•     ... No caixa, muito maior que a audiência, o estrago será ainda maior...
•     ... E não tem mais como escapar disso...
•     ... No SBT, por exemplo, já existem rumores de que algumas medidas serão tomadas quase que imediatamente como tentativa de minimizar o tamanho do prejuízo...
•     ... Por falta de aviso não foi...
•     ... Pior é que, nas três, foram iniciativas dos próprios donos....
•     ... As consequências, como sempre, é que devem sobrar nas costas dos outros.

*Colaboração de José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo